Logo Mais Retorno
Mercado Financeiro

Mercado ao vivo: acompanhe as movimentações da Bolsa e do dólar nesta sexta-feira, 10 de junho

Inflação americana derruba mercados ao redor do mundo

Data de publicação:10/06/2022 às 11:50 -
Atualizado 21 dias atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

A Bolsa de Valores brasileira, a B3, iniciou o último pregão desta semana om baixas acentuadas, acompanhando o movimento observado nos mercados internacionais, com os investidores, em nível global, preocupados com a inflação que cresce por todo o mundo, especialmente nos Estados Unidos. Às 11h45 desta sexta-feira, 10, o Ibovespa registrava queda de 1,58%, aos 105.389 pontos.

Nos país norte-americano, o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês), que mede a inflação do país, avançou 1,0% em maio ante abril, segundo dados do Departamento de Trabalho. Na comparação anual, o CPI deu um salto de 8,6%, no maior nível desde dezembro de 1981. Os resultados vieram acima das expectativas dos analistas, que esperavam altas de 0,7% em 8,3%, respectivamente.

bolsa
Inflação americana derruba mercados ao redor do mundo | Foto: Wirestock

Com o sentimento de maior aversão ao risco, o dólar vive mais um dia de altas expressivas frente o real. A moeda americana apontava valorização de 1,76%, cotada a R$ 5,00, às 11h46. Por ser considerado uma moeda segura, em momentos de incertezas, o dólar é bastante procurado por investidores do mundo todo, o que eleva sua cotação ante outras divisas, principalmente de países emergentes.

Cenário interno

Internamente, as principais contribuições para o desempenho negativo do índice vêm das empresas exportadoras de commodities, com destaque para Vale, que tem o maior peso na composição da carteira teórica da B3. Às 11h45, a mineradora caía 1,31%, na esteira da desvalorização do minério de ferro no exterior, após sinais da China de que pode voltar a adotar medidas mais restritivas para conter o avanço de casos de covid-19.

Os papéis da Eletrobras também vivem um pregão de forte queda, um dia depois da precificação da ação em R$ 42, após a oferta pública da companhia, que finalizou seu processo de privatização. No mesmo período, as ações ELET6 recuavam 5,22%, enquanto as ELET3 tinham baixa de 4,51%.

No noticiário econômico, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou, mais cedo, os números de vendas no varejo em abril, que subiram 0,9% ante março, acima da mediana das projeções dos analistas, de alta de 0,3%. Na comparação com abril de 2021, as vendas do comércio varejista tiveram alta de 4,5% em abril de 2022. As vendas do varejo restrito acumularam crescimento de 2,3% no ano. Em 12 meses, houve alta de 0,8%.

O dia na Bolsa

Maiores altas da Bolsa

EmpresaCódigoVariação
MarfrigMRFG3+0,13%
Vivo TelefônicaVIVT3+0,11%
Fonte: B3 | Dados atualizados às 11h45

Maiores baixas da Bolsa

EmpresaCódigoVariação
AmericanasAMER3-7,40%
EletrobrasELET6-5,25%
PetzPETZ3-5,16%
Banco InterBIDI11-4,88%
RumoRAIL3-4,52%
Fonte: B3 | Dados atualizados às 11h45

Mercados internacionais

Os dados inflacionários americanos pressionam os mercados ao redor do mundo. Tanto nos Estados Unidos quanto na Europa, as bolsas registam forte desvalorização, com os investidores cautelosos com a possibilidade de Federal Reserve (Fed, o banco central americano) adotar uma política monetária mais restritiva para controlar a escalada dos preços.

Na Ásia, as bolsas fecharam majoritariamente em baixa com as preocupações em relação ao cenário macroeconômico global. A única exceção foi a China, que viu seus principais índices acionários subirem após a divulgação do CPI do país, que vieram em linha com as projeções do mercado, em uma alta de 2,1% em maio.

Desempenho das bolsas americanas

  • Dow Jones: baixa de 2,11%
  • S&P 500: baixa de 2,40%
  • Nasdaq 100: baixa de 3,02%

Dados atualizados às 11h47

Desempenhos das bolsas europeias

  • Stoxx 600 (Europa): baixa de 2,71%
  • FTSE 100 (Inglaterra): baixa de 1,99%
  • DAX (Alemanha): baixa de 2,96%
  • CAC 40 (França): baixa de 2,70%

Dados atualizados às 11h47

Fechamento das bolsas asiáticas

  • Xangai Composto (China): alta de 1,42%
  • Shenzhen Composto (China): alta de 1,94%
  • Hang Seng (Hong Kong): baixa de 0,29%
  • Nikkei (Japão): baixa de 1,49%
  • Kospi (Coréia do Sul): baixa de 1,13%
  • Taiex (Taiwan): baixa de 0,97%

Com Agência Estado

Sobre o autor
Bruna Miato
Repórter na Mais Retorno