Logo Mais Retorno
Economia

Maioria das Bolsas europeias fecha em queda, com sanções à Rússia e dados econômicos

Vendas aquecidas na Alemanha e Reino Unido trazem preocupações com a inflação

Data de publicação:31/03/2022 às 15:48 -
Atualizado 2 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

As principais bolsas europeias fecharam na maioria em queda nesta quinta-feira, em meio à continuidade da guerra na Ucrânia, com o Ocidente lançando dúvidas sobre a intenção da Rússia de recuar e anunciando novas sanções. Além disso, o mercado acompanhou a divulgação de indicadores do Velho Continente.

O índice Stoxx 600, que reúne centenas de companhias de todo o continente, caiu 0,94%, a 455,86 pontos.

bolsas europeias

Após a Rússia afirmar que reduziria as atividades militares nas cidades ucranianas de Kiev e Chernigov, o secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Jens Stoltenberg, esclareceu nesta quinta que informações de inteligência indicam que as forças russas não estão saindo, mas se reposicionamento dentro do país. Além disso, uma nova rodada de sanções foi anunciadas.

O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos anunciou a inclusão de 13 indivíduos e 21 entidades na lista de alvos de sanções contra a Rússia. Já o Reino Unido impôs sanções a mais 14 entidades e indivíduos, incluindo grupos de mídia por trás da RT e da Sputnik.

Investidores também acompanharam indicadores europeus. As vendas no varejo da Alemanha registraram alta de 0,3% em fevereiro ante janeiro, em termos reais, enquanto que o Produto Interno Bruto (PIB) do Reino Unido cresceu 1,3%, no quarto trimestre ante o anterior, acima da previsão de analistas. Já a taxa de desemprego da zona do euro caiu de 6,9% em janeiro para 6,8% em fevereiro, um pouco acima da expectativa.

Ações de petrolíferas caíram após a Casa Branca confirmar que os Estados Unidos vão liberar 1 milhão de barris de petróleo por dia (bpd) das reservas nacionais, em média, por seis meses.

Em Londres, Shell (-0,14%), BP (-1,93%) e BHP Billiton (-1,07%) pesaram sobre o índice FTSE 100, que caiu 0,83%, a 7.515,68 pontos, na mínima do dia.

Por outro lado, o PSI 20, de Lisboa, avançou 0,49%, a 6.036,97 pontos.

O índice DAX, de Frankfurt, perdeu 1,31%, a 14.414,75 pontos.

Na Bolsa de Paris, o CAC 40 cedeu 1,21%, a 6.659,87 pontos.

Em Milão, o FTSE MIB recuou 1,10%, a 25.021,26 pontos, na mínima intraday.

Já o Ibex 35, de Madri, se desvalorizou 1,23%, a 8.445,10 pontos. /Agência Estado

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!