Logo Mais Retorno
light empresa.webp
Empresa

Light nega estar na iminência de recuperação judicial

Data de publicação:07/02/2023 às 15:31 -
Atualizado um ano atrás
Compartilhe:

A Light negou, por meio de nota na noite da segunda-feira, 6, que esteja na iminência de pedir recuperação judicial. A companhia é alvo de preocupações no mercado devido à sua situação financeira - a Light estaria enfrentando problemas para rolar as dívidas.

A concessionária reafirmou que contratou a consultoria financeira Laplace, que foi responsável pela recuperação judicial da Oi, para assessorá-la "na avaliação de estratégias financeiras que viabilizem a melhoria de sua estrutura de capital e de alternativas para tanto".

Selic investimentos

A contratação da assessoria financeira, porém, reforçou a percepção de que a empresa poderia estar enfrentando problemas para rolar as dívidas, tendo em vista a proximidade do fim do prazo de concessão da distribuidora do grupo, que se encerra em 2026.

O cenário levou as agências de avaliação de risco Fitch e Moodys a baixar as notas de crédito da Light S.A. e suas subsidiárias Light SESA (distribuidora) e Light Energia (geradora). A S&P também rebaixou o rating da Light SESA alegando "maior risco de financiamento".

O mercado financeiro olha com desconfiança para os movimentos da empresa que tem dívidas em torno de R$ 3,1 bilhões, a vencer neste a no próximo ano, para um caixa previsto em torno de R$ 4 bilhões. Suas acões (LIGT3) caem quase 10% nesta terça-feira, e no prazo de um mês, desde o dia 11 de janeiro, elas despencaram cerca de 40%, passando de R$ 4,77 para R$ 2,80

Veja a íntegra da nota:

"Conforme já divulgado, a Light recentemente contratou a Laplace para assessorá-la na avaliação de estratégias financeiras que viabilizem a melhoria de sua estrutura de capital e de alternativas para tanto. Portanto, não procede a informação de que a Companhia estaria na iminência de pedir recuperação judicial."

Leia mais:

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

® Mais Retorno. Todos os direitos reservados.

O portal maisretorno.com (o "Portal") é de propriedade da MR Educação & Tecnologia Ltda. (CNPJ/MF nº 28.373.825/0001-70) ("Mais Retorno"). As informações disponibilizadas na ferramenta de fundos da Mais Retorno não configuram um relatório de análise ou qualquer tipo de recomendação e foram obtidas a partir de fontes públicas como a CVM. Rentabilidade passada não representa garantia de resultados futuros e apesar do cuidado na coleta e manuseio das informações, elas não foram conferidas individualmente. As informações são enviadas pelos próprios gestores aos órgãos reguladores e podem haver divergências pontuais e atraso em determinadas atualizações. Alguns cálculos e bases de dados podem não ser perfeitamente aplicáveis a cenários reais, seja por simplificações, arredondamentos ou aproximações, seja por não aplicação de todas as variáveis envolvidas no investimento real como todos os custos, timming e disponibilidade do investimento em diferentes janelas temporais. A Mais Retorno, seus sócios, administradores, representantes legais e funcionários não garantem sua exatidão, atualização, precisão, adequação, integridade ou veracidade, tampouco se responsabilizam pela publicação acidental de dados incorretos.
É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos, ilustrações ou qualquer outro conteúdo deste site por qualquer meio sem a prévia autorização de seu autor/criador ou do administrador, conforme LEI Nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.
® Mais Retorno / Todos os direitos reservados