Logo Mais Retorno
Renda Fixa

Juros futuros sobem e atingem as máximas, com ataques na Ucrânia e aumento de aversão ao risco

Alta do dólar e das commodities tende a exercer pressão sobre a inflação e, portanto, sobre os juros

Data de publicação:24/02/2022 às 14:08 -
Atualizado 3 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

Os juros futuros estão subindo firme nesta quinta-feira, 24, acompanhando o dólar em dia de aversão a risco global por causa da invasão da Rússia à Ucrânia. Em momentos de tensão, os investidores migram para ativos mais seguros.

A disparada de mais de 7% do petróleo também traz pressão, pois eleva o temor com o aumento da inflação no mundo e no Brasil. O aumento nos preços dos combustíveis e gás exercem peso expressivo no cálculo do IPCA. São pressões sobre os juros futuros que espelham as expectativas de altas inflacionárias.

juros futuros
Perspectiva de alta da inflação pressiona os juros - Foto: Reprodução

Com isso, a alta dos juros se reflete tanto nos contratos de prazo mais curto quanto os mais longos. Na parte da manhã, as taxas atingiram suas máximas, com ligeiro recuo no início da tarde.

Onde estão os juros futuros

Às14h, a taxa do contrato futuro de Depósito Interfinanceiro (DI) para janeiro de 2023 passava de 12,37% no ajuste anterior para 12,40%; a taxa do DI janeiro de 2024 subia de 11,84% para 11,935%, perto da máxima de 11,995%; a do DI janeiro de 2025 avançava de 11,27% para 11,385%, após pico de estresse a 11,46%; e a do DI janeiro de 2027 saltava de 11,17% para 11,30%.

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!