Logo Mais Retorno
post

Giant crypto: fundo de criptomoedas que ultrapassou R$ 8 mi de patrimônio

Os fundos de criptomoedas vêm ganhando muito destaque no mercado financeiro depois da explosão do Bitcoin ao longo dos últimos anos. Isso é positivo para o…

Data de publicação:31/10/2022 às 06:00 -
Atualizado 2 meses atrás
Compartilhe:

Os fundos de criptomoedas vêm ganhando muito destaque no mercado financeiro depois da explosão do Bitcoin ao longo dos últimos anos. Isso é positivo para o investidor, que passa a ter uma maior variedade de opções para se expor a uma classe de ativos com maior potencial de rendimentos, apesar dos riscos.

Uma dessas opções é o fundo Giant Crypto. Para que você possa conhecer o produto e entender se ele pode fazer sentido para uma carteira de investimentos, confira a nossa análise sobre o fundo.

Lembrando que não se trata de uma recomendação de investimento. Existem diversos fatores que precisam ser analisados antes de um aporte oficial. E, no caso dos criptoativos, esteja ciente dos riscos elevados que podem gerar altos ganhos, mas também perdas consideráveis.

O que é o fundo Giant Crypto?

O Giant Crypto Master FIM IE é um fundo de investimentos destinado aos criptoativos, em especial criptomoedas. A gestão é realizada pela Giant Steps, que é uma empresa com foco nesse mercado digital e, portanto, tenho um excelente conhecimento sobre as oportunidades do segmento.

Importante estar atento às siglas que compõem o nome do fundo. FIM significa que se trata de um fundo de investimento multimercado. Ou seja, a equipe da Giant Steps responsável pelo produto tem a liberdade para utilizar diferentes classes de ativos na sua estratégia. Não há, em outras palavras, obrigação de estar comprado apenas em criptomoedas.

Já IE sinaliza que se trata de um fundo de investimentos no exterior. Isso faz todo sentido visto que as moedas digitais são negociadas ao redor do mundo — e não localizadas no Brasil. Por fim, outro ponto fundamental é que o fundo é destinado para investidores profissionais.

Características do fundo Giant Crypto

O fundo Giant Crypto foi lançado em maio de 2021. Portanto, trata-se de um produto relativamente recente em termos históricos, mas que conta como uma gestora especialista no tema de ativos digitais como grande diferencial para atrair os seus cotistas.

A estratégia vem funcionando. Ainda com pouco tempo de mercado, o fundo já passou a marca de R$11 milhões investidos. Um valor que chama atenção justamente por ser algo bastante restrito e sem contemplar o pequeno investidor.

Vale lembrar ainda que o Giant Crypto é um fundo master. Ou seja, um fundo formulado par concentrar o trabalho do time de gestão. Outros produtos são disponibilizados pela Giant para que os investidores possam aportar no produto de forma indireta. Isto é, fundos que investem o seu patrimônio no Giant Crypto Master FIM IE.

Qual é a composição da carteira do Giant Crypto?

Por ser um fundo de gestão ativa, não é possível precisar quais são os ativos nos quais o fundo Giant Crypto investe de forma atualizada. Há, inclusive, uma proteção de três meses sem obrigatoriedade de compartilhar a carteira, preservando assim a estratégia do time de gestão.

Após esse prazo, conseguimos identificar a alocação utilizada pela Giant Steps. Em julho de 2022, por exemplo, 93,7% do patrimônio estava investido em um fundo internacional voltado para as criptomoedas: o Goldman Sachs Crypto SP - USA. Essa alocação permite uma exposição indireta à estratégia de uma das maiores instituições financeiras do mundo.

O restante do valor estava alocado em fundos de renda e títulos públicos. Essa parte do capital funciona como uma estratégia defensiva contra eventuais saques e o pagamento das obrigações do fundo. Em suma, trata-se de uma proteção para evitar problemas financeiros para a gestão da Giant Steps.

Rentabilidade do Giant Crypto

Se você acompanha o mercado de criptomoedas, então sabe que 2022 tem sido um ano bem desafiador para essa classe de ativos. E, por ser um produto bem recente no mercado financeiro, o Giant Crypto vem sofrendo juntamente com o Bitcoin e outras moedas digitais relevantes.

No gráfico abaixo, deixamos o desempenho histórico do Giant Crypto Master FIM IE, além de compará-lo com o Bitcoin, que é um bom benchmark para o segmento de criptomoedas. O CDI é outra referência, mas que não é adequada para analisar ativos de risco e volatilidade elevados.

Você também pode conferir essas e outras análise sobre o fundo Giant Crypto na nossa ferramenta de comparação de ativos.

fonte: gráfico de ativos Mais Retorno

A principal percepção que o gráfico nos mostra é que há uma correlação muito grande com o Bitcoin. As curvas andam sempre muito próximas, pois certamente a exposição às moedas digitais é bastante concentrada nesse criptoativo. As diferenças gerais se dão também na composição final do produto, que também contempla outros ativos digitais.

Esse complemento inclui risco para a carteira de criptomoedas. É fácil de perceber o que isso representa de forma prática. No ciclo de alta, o fundo chegou a ficar acima do Bitcoin, enquanto que tem performance pior no momento atual, em que há tendência de baixa. A lógica é a mesma entre Ibovespa e Small Caps, por exemplo.

Outro ponto a destacar é o nível de risco que incluir ativos digitais pode trazer para a sua carteira. Para quem investiu na data de lançamento do fundo, a perda acumulada é superior a 70%. É preciso ter estômago para lidar com esse tipo de situação e não vender em uma hora ruim para ser um investidor de criptomoedas.

O gráfico de Drawdown abaixo reflete bem essa situação. Caso ainda não conheça a ferramenta, ele acumula prejuízos, mostrando o máximo de perdas e também o tempo de recuperação destas. Desde outubro de 2021, o ativo acumula quedas. Para investir no fundo Giant Crypto, é extremamente importante saber lidar com essa situação com calma.

fonte: gráfico de Drawdown Mais Retorno

Como investir no fundo Giant Crypto?

Os fundos da Giant Steps estão disponíveis em diversas corretoras. Caso se interesse pela estratégia, basta encontrá-lo em uma das plataformas que possui conta. Não se esqueça de que, no caso específico do Giant Crypto Master FIM IE, há uma restrição apenas para o investidor profissional.

Por fim, não se esqueça de avaliar bem se o seu perfil de investidor é aderente a um produto de altíssimo risco, como são as criptomoedas. E sempre comece com uma alocação baixa, justamente visando compreender o seu comportamento emocional diante das naturais oscilações desse produto.

Este texto não se trata de uma recomendação.

LEIA MAIS:

30 fundos de criptomoedas já contam com patrimônio de R$ 4,8 bilhões, diz Anbima

Sobre o autor
Stéfano Bozza
Formado em Administração pela PUC-SP. Trabalhou em empresas do segmento financeiro (Itaú BBA) e varejo (BRMALLS) até 2016, quando iniciou a jornada de produção de conteúdo para a internet com foco em finanças.

Inscreva-se em nossa newsletter

,