Economia

As novas projeções dos economistas do mercado apontam elevação no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação do País, para 2021. De acordo com as estimativas do Boletim Focus, do BC, a mediana do IPCA subiu para 5,15% em 2021. Na última semana, o índice era de 5,06% e nas quatro últimas, de 4,92%.

Para o ano seguinte, a projeção também foi ajustada. De 3,61%, nos últimos sete dias, para 3.64%. E em 2023, se manteve em 3,25%.

Foto: Envato
IPCA deve ser maior em 2021, aponta o Boletim Focus desta semana - Foto: Envato

A taxa Selic, considerada a taxa básica de juros do País, para este ano se manteve em 5,50%. Para 2022, sofreu uma elevação de 0,25 ponto percentual. De 6,25%, na última semana, avançou para 6,50%. Em relação à 2023, a taxa ficou estável em 6,50%.

PIB maior em 2021

Já sobre o Produto Interno Bruto (PIB) de 2021, os economistas seguem apostando um pouco mais no otimismo. De 3,21% na semana anterior, subiu para 3,45% na pesquisa recente. Nas últimas quatro semanas, a expectativa era de um PIB de 3,04%.

Em 2022, os economistas também acreditam que o País deve ter em um PIB um pouco mais animador. De 2,33%, na última semana, aumentou para 2,38%. Há quatro semanas, era de 2.34%. Para 2023, segue em 2,50%.

Dólar em queda

A taxa de câmbio se mantém em curva de queda para 2021, na visão do mercado. Segundo a última pesquisa, as expectativas do dólar para o período são de R$ 5,30, contra R$ 5,35 na semana anterior e de R$ 5,40 nas últimas quatro semanas.

Para o ano seguinte, as estimativas também são de queda no índice. De R$ 5,40, na penúltima edição do Focus, caiu para R$ 5, 35. E se manteve estável em R$ 5,20 para 2023.

5 dias úteis

As estimativas do IPCA de 5 dias úteis também sofreram variação para cima, segundo o Focus, para este ano. De 5,15%, na última semana, avançou para 5,25%, contra 4,98% nas últimas quatro semanas.

Balança comercial e dívida

Os economistas apostam, segundo o Focus desta semana, em um saldo de balança comercial de US$ 64 bilhões, montante estável perante os dados da última semana. Para 2022, houve reajuste no valor, de US$ 55,02 bilhões, projetados na semana anterior, para US$ 56,52 bilhões.

A Dívida Líquida do Setor Público deve ser menor em 2021, totalizando US$ 63,75 milhões, ante R$ 65,00, expectativa da semana anterior. Para 2022, o mercado também reduziu levemente as estimativas – de US$ 66,20 para US$ 66 bilhões.

Imagem do autor

Repórter do Portal Mais Retorno.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Visualizar Comentários

Veja mais Ver mais