Logo Mais Retorno
bolsas da Europa
Economia

Mercados internacionais: tudo o que você precisa saber sobre a agenda da Europa nesta sexta-feira

PIB e produção industrial no Reino Unido e indústrias e inflação na zona do euro marcam o dia

Data de publicação:12/08/2022 às 10:13 -
Atualizado 2 meses atrás
Compartilhe:

Chegamos ao último dia de uma semana com agenda econômica repleta de indicadores importantes, como a inflação no Brasil e nos Estados Unidos, e nesta sexta-feira, 12, o dia permanece com a mesma toada. As principais divulgações de hoje, no entanto, vieram da Europa, com dados de inflação, produção industrial e atividade econômica.

O destaque do dia fica por conta do Produto Interno Bruto (PIB) do Reino Unido, que apresentou uma contração marginal de 0,1% no segundo trimestre de 2022, segundo leitura preliminar do Escritório de Estatísticas Nacionais (ONS, na sigla em inglês). A queda registrada entre abril e junho teve impactos diretos da escalada da inflação pelo mundo e a continuidade dos conflitos entre Rússia e Ucrânia.

bolsas da europa juros zona euro
Foto: Reprodução/PixaHive

No trimestre imediatamente anterior, o PIB do Reino Unido havia registrado uma expansão de 0,8%. Dessa forma, apesar da contração observada na leitura preliminar do ONS, a economia inglesa ainda não se enquadra em uma recessão técnica, caracterizada por dois trimestre consecutivos de baixa no PIB, conforme explicam especialistas.

Economistas consultados pelo The Wall Street Journal esperavam que a economia contraísse 0,2%. Já com relação ao mesmo trimestre do ano anterior, houve expansão de 2,9%, em linha com a expectativa dos analistas. O Reino Unido está agora projetado para entrar em recessão a partir do quarto trimestre deste ano, de acordo com o Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês).

Produção industrial inglesa também marca o dia na Europa

Também no Reino Unido, o ONS divulgou os dados da produção industrial de junho nesta sexta-feira. Em comparação ao mês imediatamente anterior, a indústria inglesa recuou 0,9% - queda menos expressiva do que apontavam as projeções de especialistas ouvidos pelo The Wall Street Journal, de baixa de 1,7%.

Na comparação anual, a produção avançou 2,4%, enquanto os analistas esperavam uma alta de 1,2% com relação ao mesmo período do ano anterior.

Já a produção manufatureira teve queda de 2,6% entre maio e junho, enquanto avançou 1,3% com relação a junho do ano passado.

Zona do euro: produção industrial e inflação

De acordo com a Eurostat, agência oficial de estatísticas da União Europeia, a produção industrial da zona do euro teve uma alta de 0,7% em junho em relação a maio. As projeções dos analistas para os números da indústria do bloco no mês eram menos otimistas, com alta de 0,1% na produção.

Na comparação anual, a produção industrial da zona do euro teve expansão de 2,4% em junho. Neste caso, a projeção do mercado era de ganho de 0,4%. A Eurostat também revisou para cima o acréscimo mensal da produção industrial em maio, de 0,8% para 2,1%.

A manhã da sexta-feira também foi marcada pela divulgação dos dados de inflação em países da Europa. Na França, o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) atingiu alta de 6,1% no acumulado em 12 meses em julho, de 5,8% em junho. Já na Espanha, o indicador avançou de 10,2% para 10,8%. / Com Agência Estado

Leia mais

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

Inscreva-se em nossa newsletter