Empresa

Empresas como Via Varejo, Magazine Luiza, Lojas Americanas e Raia Drogasil estão entre as 250 maiores varejistas do mundo, segundo a pesquisa Os Poderosos do Varejo Global 2021, elaborada pela Deloitte. Os resultados foram divulgados nesta segunda-feira, 3.

O relatório mostrou que a receita gerada pelas empresas presentes no ranking foi de US$ 4,85 trilhões no ano fiscal de 2019, representando um crescimento de 4,4%, em relação ao ano anterior.

Foto: Magazine Luiza/Divulgação
Fachada de umas das lojas do Magazine Luiza - Foto: Magazine Luiza/Divulgação

No Brasil, a Via Varejo ocupou a 168ª posição, Magazine Luiza , 209ª, Lojas Americanas, 222ª, e Raia Drogasil, 223ª posição.

A receita gerada pelas empresas brasileiras escolhidas no ranking foi de US$5,22 milhões no ano fiscal de 2019 e a Magazine Luiza e a Raia Drogasil, tiveram um crescimento de 27,5% e 18,5%, respectivamente.

"Mais uma vez o Brasil marca presença no ranking com quatro grandes varejistas e duas delas apresentaram um bom crescimento, impulsionadas, principalmente, pela rápida expansão das lojas, além do desenvolvimento de e-commerce e aquisição de outras marcas”, ressalta estima Ricardo Balkins, sócio-líder de Consumer da Deloitte.

Segundo ele, esse aumento, principalmente em tempos de crise, mostra o quanto é importante as empresas se planejarem e estarem preparadas para novos rumos.

“O que esperamos é que 2021 e os próximos anos, com as medidas que já estão sendo tomadas para conter a pandemia, sejam de ascensão contínua para a economia.", estima Balkins.

Presença norte-americana domina o ranking

Os varejistas norte-americanos contribuíram com quase metade da receita total do ranking de 250 empresas em 2019, e tiveram a maior receita média de varejo, Us$ 28,6 bilhões, que é muito superior à média global, que é de US$ 19,4 bilhões. No ranking da pesquisa, as varejistas norte-americanas Walmart, Amazon e Costco ocupam as primeiras posições no Top 10. O Walmart, inclusive, aparece em 1ª lugar por mais um ano, mantendo sua posição de maior varejista do mundo há mais de 10 anos.

A receita mínima para uma empresa entrar no Top 250 no ranking é de US$ 4 bilhões, acima dos US﹩ 3,9 bilhões do ano anterior, com um tamanho médio da empresa de US$ 19,4 bilhões. E com o maior número de varejistas (135) na lista Top 250, o setor de produtos de bens de consumo gerou 66% da receita do varejo em 2019. Essas empresas possuem a maior receita média do varejo (US$ 23,7 bilhões), porém este é um setor de baixa margem, com a menor margem de lucro líquido de todos os setores (2,0%).

"O e-commerce e os descontos impulsionaram o alto crescimento da receita no varejo", afirma Evan Sheehan, líder do Setor de Varejo Global, Atacado & Distribuição da Deloitte. "Cinco das dez empresas do ramo que mais cresceram eram varejistas online e sete das 20 empresas que mais cresceram eram varejistas de descontos."

Global Powers of Retailing 2021

A 24ª edição da pesquisa Global Powers of Retailing foi realizada com 250 empresas, incluídas com base na receita de varejo para o ano fiscal de 2019 (abrangendo os exercícios fiscais das empresas até junho de 2020).

O estudo analisa o desempenho entre as geografias e setores de produtos das empresas, além de apresentar uma perspectiva econômica global, destacar as 50 varejistas que mais crescem e as novas entrantes no Top 250.

Imagem do autor

Repórter do Portal Mais Retorno.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Visualizar Comentários

Economia
Empresa
Empresa
Empresa
Veja mais Ver mais