Logo Mais Retorno
Warren Buffet entra para time dos US$ 100 bi
Empresa

Conheça a Berkshire Hathaway, empresa de um dos investidores mais bem-sucedidos de todos os tempos

Holding registra rentabilidade histórica de 20% ao ano e tem participação em mais de 60 empresas

Data de publicação:13/04/2022 às 00:30 -
Atualizado 6 meses atrás
Compartilhe:

Todo investidor que entra no universo no mercado de ações, se depara com o nome Warren Buffet, um dos principais investidores do mundo. Buffet conseguiu uma rentabilidade histórica à frente da Berskshire Hathaway, de 20% ao ano.

Foto: Nati Harnik
Warren Buffet está no comando da holding desde meados da década de 60 - Foto: Reprodução

O que é Berkshire Hathaway?

A Berkshire Hathaway é um conglomerado de diversas companhias com sede nos Estados Unidos. A holding detém a propriedade de várias marcas como Helzberg Diamonds, Dairy Queen, Duracell, The Coca-Cola Company, Kraft Heinz Company, entre outras.

berkshire hathaway arkk
Fachada da Berkshire Hathaway | - Foto: Reprodução

A sede da holding está localizada em Nebraska, nos EUA e tem como CEO, o investidor Warren Buffett. Conforme lista da revista Forbes Global 2000 de 2021, a Berkshire Hathaway está apontada como a terceira maior empresa de capital aberto do mundo.

Negócios da Berkshire Hathaway

A Berkshire Hathaway tem participação em várias companhias globais como American Express, Coca-Cola, Bank of America, Wells Fargo e Apple. Além disso, a empresa representa diversas subsidiárias de seguros e administra companhias de vários segmentos em todo mundo, tais como GEICO, NetJets, Fruit of the Loom, Pampered Chef, Burlington Northern Santa Fe e Dairy Queen.

Até meados de 2020, a carteira de ações do mercado público da Berkshire foi avaliada em quase US$ 208 bilhões

Quando começou a carreira, Warren Buffett inovou o uso do termo float, que é o pagamento realizado numa data, mas somente dias depois é depositado na conta de quem vai recebê-lo. Com isso, ele usava o dinheiro das suas subsidiárias de seguros para investir em outros setores, incluindo ações de longo prazo.

Buffett sobrecarregava os investimentos que eram mais confiáveis, em detrimento de uma carteira de ações mais diversificada, para alavancar um retorno esperado.

Com essa estratégia, os investimentos de Warren Buffett passaram a ser sinônimo de sucesso. A partir daí, as reuniões anuais dos acionistas da Berkshire Hathaway chamaram muito a atenção da mídia, tornando um aprendizado verdadeiro para os outros profissionais do ramo.

Com o tempo, o sucesso dos investimentos de Buffett fizeram com que as reuniões anuais de acionistas da Berkshire chamassem a atenção da mídia e se tornassem um verdadeiro aprendizado para outros profissionais do ramo.

O grande empresário, utilizava dividendos, pagava as despesas da holding e ainda usava o restante do capital para comprar novas ações de outras companhias. No entanto, nos últimos anos, o conglomerado tem optado por guardar boa parte dos dividendos recebidos para formar uma reserva de oportunidade. Em 2020, essa reserva já tinha US$ 140 bilhões.

Portfólio da holding

A carteira de investimentos da Berkshire Hathaway é muito ampla. O conglomerado tem aproximadamente 60 diferentes empresas de diversos segmentos. Confira os principais setores dos negócios da Berkshire:

Seguradoras

São quase 50 empresas desse ramo de atuação, que oferecem vários produtos como planos de saúde, seguros de vida, contra acidente, entre outros. Desde a aquisição da General Re, em 1998, o faturamento do segmento aumentou consideravelmente e soma mais de US$ 50 bilhões.

Aviação

Uma das principais empresas desse segmento é a Flight Safety International Inc., que foi comprada em 1996. Em 1997, também foi adquirida a NetJet Inc. Elas atuam no setor de tecnologia de ponta para operadores de avião.

Construção Civil

Em 2000, Buffett entrou neste segmento ao adquirir a Acme Building Brands. Atualmente, outras empresas compõem esse setor, como Clayton Homes, Shaw Industries, Johns Manville, Mitek Inc.

Vestuário, serviços e varejo

Nesse setor, há empresas como Garan, Russell Corporation e Fechheimer Brothers, que são responsáveis pela produção de vestuário dentro e fora dos Estados Unidos.

Energia elétrica

No segmento de energia, a principal empresa é a MidAmerican, sendo que 87% é controlada pela Berkshire Hathaway.

História da Berkshire Hathaway

A história da Berkshire começa muito antes da aquisição de Warren Buffett, em 1841. Antes de se tornar essa holding, a companhia atuava no setor têxtil norte-americano.

Em 1923, a empresa se fundiu com a Valley Falls e com a Companhia de Algodão Berkshire. A partir daí, passou a ser chamada de Berkshire Fine Spinning Associates.

Décadas depois, em 1955, a companhia se juntou com a Companhia Manufaturada Hathaway, do empreendedor Horatio Hathaway. Após essa fusão, a empresa ganhou o nome atual de Berkshire Hathaway.

Em meados da década de 60, Warren Buffett se tornou o acionista controlador da Berkshire. A empresa enfrentava uma crise, e suas ações estavam em baixa. Buffett se aproveitou para adquirir a companhia.

Após a compra, Buffett adotou uma estratégia progressiva de desvio de fluxo de caixa do principal negócio para outros investimentos.

Com essa tática vencedora, a holding atingiu um valor de mercado de quase 625 bilhões de dólares, em 2021.

Quem é Warren Buffett?

Warren Buffett nasceu em 1930, em Omaha, no estado de Nebraska, nos Estados Unidos. Teve como mentor, Benjamin Graham, um dos mais investidores de todos os tempos.

Warren Buffet tem hábitos simples no seu dia a dia - Foto: Getty Images

Durante 54 anos à frente da Berkshire, Buffet entregou uma rentabilidade de mais de 20% anualmente, consagrando-se como maior investidor de todos os tempos. Para se ter uma ideia da façanha do investidor, cada dólar investido na Berkshire em 1965, se transformou, em 2019, em mais de US$ 20 mil.

Hoje o empresário possui um patrimônio acumulado em US$ 118 bilhões segundo pesquisa da Forbes.

“Regra número 1: nunca perca dinheiro. Regra número 2: nunca se esqueça da regra número 1.”

Warren Buffett

Filosofia de investimentos da Berkshire Hathaway

A filosofia de investimentos da Berkshire Hathaway se baseia em métodos da análise fundamentalista. A partir daí, Buffett avalia diversos critérios das empresas para que ele tenha uma visão mais ampla da rentabilidade delas. Os principais critérios são:

1. Valuation da empresa;

2. Vantagens competitivas;

3. Rentabilidade do negócio;

4. Governança corporativa;

5. Perspectivas de crescimento;

6. Histórico de resultados.

O principal objetivo de encontrar e comprar empresas é que elas sejam negociadas com o preço abaixo do seu valor, sendo que:

  • O preço é quanto a companhia vale na bolsa, ou seja, quanto se paga por ela.
  • O valor é quanto a empresa deveria valer, ou seja, o que leva com ela.

Com essa estratégia, Warren Buffett conseguiu multiplicar várias vezes seus investimentos, incluindo a rentabilidade histórica da Berkshire Hathaway de mais de 20% anualmente, durante mais de meio século.

Como investir na Berkshire Hathaway?

Há duas maneiras de investir na Berkshire Hathaway: diretamente no exterior e através da B3 – Bolsa de Valores brasileira.

Para investir diretamente no exterior, as ações devem ser compradas na Bolsa de Nova York. Há dois tipos de ações:

  • Classe A, que é negociada sob o ticket BRK.A, por volta de 350 dólares;
  • Classe B, negociada sob o código BRK.B, aproximadamente 250 dólares.

No Brasil, os investidores terão a opção de comprar os BDRs (Brazilian Depositary Receipts) da empresa na B3, sob o código BERK34.

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

Inscreva-se em nossa newsletter