Logo Mais Retorno
Bolsa
Outros

Bolsa cai 2,52% com perspectiva de que a guerra vai se estender e alta do petróleo; dólar fica estável

Preocupações são com alta da inflação e crescimento econômico menor

Data de publicação:07/03/2022 às 18:21 -
Atualizado 7 meses atrás
Compartilhe:

O dia foi de queda nas bolsas de valores em todo o mundo. As dificuldades na rodada de negociação entre Rússia e Ucrânia para um possível cessar-fogo estão levando os investidores a esperar por uma duração maior do conflito no Leste Europeu, o que deve trazer prejuízos mais pesados para a economia global, com inflação em alta e crescimento menor.

O Ibovespa fechou com queda de 2,52%, aos 111.13 pontos. Já o dólar fechou com alta residual de 0,03%, cotado a R$ 5,08.

Bolsa
Foto: Shutterstock

Para Matheus Malheiros, especialista em Renda Variável da Blue3, as tensões entre Rússia e Ocidente, após invasão na Ucrânia, continuam impactando não só a bolsa doméstica, como as internacionais, na medida que mais sanções e projetos são analisados. "Uma delas seria a tentativa dos EUA de proibir a importação de petróleo e produtos energéticos russos.", diz o especialista.

Segundo ele, na bolsa local, pesou a performance negativa de Petrobras (PETR4), que fechou em queda de 5,87%, em meio a um debate entre o governo e parlamentares para adoção de medidas que poderiam impedir uma escalada dos preços internos dos combustíveis. Solução desafiadora na medida em que falta espaço no teto de gastos que permitiriam subsídios aos preços dos combustíveis.

Petróleo na mira da bolsa

As cotações do petróleo subiram cerca de 4% e chegaram a bater US$ 139 o barril durante os negócios e ao longo do dia recuaram para o nível de US$ 122,89, informa Malheiros. E isso depois de pronunciamento do governo americano, sobre uma possível proibição nas importações de petróelo e outras commodities russas de energia.

As questões ligadas ao petróelo trazem preocupações com a alta da inflação global e colapsos de abastecimento, especialmente a países da Europa.

Com isso, as bolsas americanas desabaram nesses início de semana, especialmente com a queda de ações de tecnologia, porque a guerra traz também ressalta o especialista da Blue3, o risco de piora na crise de semicondutores. Não por menos, a Nasdaq, onde são negociados os papeis do setor de tecnologia, fechou com queda acentuada de 3,62%. A Dow Jones caiu 2,22%, e a S&P 500, 2,84%.

Na Europa, não foi diferente, a grande maioria das bolsas fechou em queda, em dia marcado pelo ceticismo dos investidores em relação às conversas entre Rússia e Ucrânia, que terminou com “pequenos desdobramentos positivos” relacionados a potenciais corredores humanitários, que já haviam sido mencionadas anteriormente, porém não foram respeitadas.

Sobre o autor
Regina Pitoscia
Editora do Portal Mais Retorno.

Inscreva-se em nossa newsletter