Empresa

A Americanas anunciou na noite desta quarta-feira, 11, a compra da Hortifruti Natural da Terra, rede varejista especializada em produtos frescos, como frutas, legumes e verduras, pelo total de R$ 2,1 bilhões.

"A aquisição é um movimento estratégico da Americanas para ser ainda mais relevante no dia a dia dos clientes”, afirmou Miguel Gutierrez, CEO da Americanas.

Uma das unidades da Hortifruti - Foto: Divulgação

É também uma estratégia de aumentar a base de clientes e a frequência de compras em suas lojas, segundo comunicado da empresa. “A Hortifruti Natural da Terra possui uma base de clientes com alta recorrência, que compra em média 34 vezes ao ano, com gasto mensal de R$ 125”.

Com a aquisição da Hortifruti Natural da Terra, foram identificadas diversas oportunidades de sinergias, ressalta o comunicado, complementando o sortimento de produtos frescos e saudáveis nas lojas da Americanas e impulsionando a operação online da Americanas Mercado.

Além disso, a compra permite a expansão da integração com a fintech AME, aumentando a oferta de produtos e serviços financeiros nas lojas da HNT, como cartão de crédito, recarga de celular, cartões de conteúdo, crédito para pessoa física, entre outros.

Americanas reforça atuação em mercados

Pedro Serra, gerente de Research da Ativa Investimentos, ressalta que o valor de aquisição equivale a um múltiplo de 10x Ev/Ebitda de 2020 da Hortifruti, e o movimento da Americanas reforça a sua presença no segmento de mercados.

“Acreditamos que a expansão do modelo de dark-store (atendimento digital) pode trazer grandes sinergias para o Americanas Mercado. Além disso, deverá ocorrer uma melhora da experiência de entrega dos canais digitais da companhia, por conta da plataforma LET’s - inteligência de logística da Americanas”, reforça Serra.

A Hortifruti possui uma rede de 73 lojas, em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo. Suas vendas online representam 16% do total, com atuação omnichannel, oferecendo diversos serviços para compras realizadas nas lojas físicas, em sites, apps e WhatsApp.

As lojas são abastecidas por uma plataforma logística que entrega diariamente em toda a rede - do campo para as lojas em até 24 horas - garantindo que os produtos estejam sempre frescos.

A empresa apresentou uma receita bruta de R$ 2 bilhões e uma margem Ebitda de 12%, nos últimos 12 meses terminados em 30 de junho de 2021. A conclusão da operação está sujeita à aprovação prévia pelo Cade, Conselho Administrativo de Defesa Econômica.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Visualizar Comentários

Veja mais Ver mais