Logo Mais Retorno
inflação
Economia

IPCA-15 e juros nos Estados Unidos marcam a agenda econômica da semana; confira os destaques

Balanços corporativos seguem no radar, assim como prévias do PIB nos EUA e zona do euro e dados de emprego no Brasil

Data de publicação:25/07/2022 às 11:18 -
Atualizado 5 dias atrás
Compartilhe:

Depois de uma semana marcada por uma série de dados no continente europeu, os olhos dos investidores se voltam à divulgações importantes no Brasil e nos Estados Unidos. Na agenda econômica da semana que começa nesta segunda-feira, 25, e vai até sexta-feira, 29, os principais destaques ficam por conta do Índice de Preços ao Consumidor Amplo 18 (IPCA-15) por aqui e os juros no país americano.

O IPCA-15 de julho, que é considerado uma prévia oficial da inflação do mês, terá seu resultado divulgada na terça-feira, 26, com projeção do Morgan Stanley de alta de 0,18% na comparação mensal, acumulando avanço de 11,44% em 12 meses. Já para a decisão de política monetária nos Estados Unidos, que sai na quarta-feira, 27, as expectativas são variadas.

bolsa agenda econômica
Dados nos Estados Unidos devem movimentar a semana nos mercados | Foto: Envato

De acordo com Alex Carvalho, analista CNPI da CM Capital, a reunião do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) é o evento que mais deve mexer com o mercado nesta semana. Alguns especialistas projetam alta de 0,75 ponto percentual nas taxas de juros do país, que hoje estão entre 1,50% e 1,75%. Outros já esperam uma elevação mais expressiva, de um ponto percentual, em meio a persistente pressão inflacionária.

Independente de qual for a decisão do Fed, o analista pontua que aumento de juros nos Estados Unidos adiciona muita volatilidade ao mercado porque com taxas maiores os rendimentos dos títulos públicos americanos, considerados os mais seguros do mundo, também sobem, se tornando mais atraentes para o mercado, o que ocasiona uma migração da renda variável e países emergentes para a renda fixa daquele país.

Empregos, PIB e balanços

Além dos dados de inflação no Brasil, na agenda econômica interna a semana também conta com a divulgação de números de emprego e desemprego. Na quinta-feira, 28, o CAGED libera o Índice de Evolução de Emprego e na sexta-feira, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) solta a Taxa de Desemprego no País.

No cenário externo, também na quinta-feira haverá a divulgação da prévia do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos no segundo trimestre, com projeções dos analistas apontando para leve alta de 0,4%. Na sexta, será a vez da zona do euro divulgar seus números prévios do PIB no período de abril a junho de 2022, com expectativas de que a guerra da Rússia na Ucrânia possa afetar o crescimento do bloco.

Tanto no Brasil quanto no exterior, a semana ainda tem uma série de balanços corporativos referentes ao último trimestre. Internamente, os principais destaques dos próximos dias ficam com Vale, Petrobras e Ambev. Nos Estados Unidos, as gigantes Microsoft, Alphabet (controladora do Google), Meta Platforms (antigo Facebook), Apple, Amazon, Pfizerm Coca-Cola e Boeing estão entre as empresas que divulgarão seus números.

Confira a agenda econômica da semana

AcontecimentoPaísData
Boletim FocusBrasilSegunda-feira, 25 de julho
Confiança do Consumidor FGVBrasilSegunda-feira, 25 de julho
IPCA-15BrasilTerça-feira, 26 de julho
Confiança do Consumidor CBEstados UnidosTerça-feira, 26 de julho
Decisão de taxa de jurosEstados UnidosQuarta-feira, 27 de julho
Empregos CAGEDBrasilQuinta-feira, 28 de julho
IGP-MBrasilQuinta-feira, 28 de julho
IPPBrasilQuinta-feira, 28 de julho
Prévia do PIBEstados UnidosQuinta-feira, 28 de julho
Taxa de desempregoBrasilSexta-feira, 29 de julho
Prévia do PIBZona do euroSexta-feira, 29 de julho
Fonte: Mais Retorno

Leia mais

Sobre o autor
Bruna Miato
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

Inscreva-se em nossa newsletter