Empresa

O Inter informou ao mercado que contratou o Bank of America (BofA), Bradesco BBI, JP Morgan e Itaú BBA como assessores financeiros para trabalhar a sua reorganização societária. O anúncio foi feito via fato relevante, divulgado nesta quinta-feira, 7.

A notícia refletiu diretamente no desempenho das ações da empresa na Bolsa, que subiam 6,26, às 11h35.

Foto: Banco Inter/Divulgação
Fachada da sede do banco Inter - Foto: Banco Inter/Divulgação

Segundo o documento, esse processo resultará na migração dos acionistas da instituição para a Inter Platform Inc., companhia criada para a listagem de ações nos Estados Unidos.

Com isso, as ações e as units do Inter deixam de ser negociadas na Bolsa brasileira e o banco passará a negociar BDRs (Brazilian Depositary Receipts) lastreados em ativos da empresa americana.

Com a reorganização societária, a estrutura de capital passará a ter duas classes de ações: classe A, que confere o direito de um voto por ação e será submetida à negociação no mercado americano. E classe B, que permite 10 votos por ativos e será exclusiva do acionista controlador do banco, não sendo negociada nos Estados Unidos.

Ações

De acordo com o banco, a operação envolverá a incorporação de todas as ações da companhia por sua controladora direta, a Inter Holding Financeira. O processo será feito por meio da atribuição de papéis preferenciais resgatáveis de emissão da holding aos atuais acionistas do banco.

O fato relevante da companhia destaca ainda que cada titular de ação ordinária e ação preferencial do Inter – incluindo os titulares de units -, após a conclusão da reorganização societária, manterá a mesma participação proporcional no capital social da Inter Platform, que detinha capital social total na companha antes da conclusão do processo.

A regra não valerá exceto pelos efeitos do pagamento da opção Cash-Out e do exercício do Direito de Recesso, pelos acionistas que fizerem qualquer dessas duas opções.

A conclusão do processo de reorganização societária do Inter está condicionada à aprovação da decisão pelos acionistas da companha em Assembleia Geral Extraordinária (AGE), entre outros passos.

Além disso, a administração da companhia informou que, após a conclusão da reorganização societária, pretende manter o seu registro de companhia aberta, na categoria A, pelo período de 12 meses, podendo ser ampliado caso necessário.

Imagem do autor

Repórter do Portal Mais Retorno.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais