Logo Mais Retorno
Economia

Volume de serviços prestados sobe 1,7% em março, revela IBGE

Crescimento acelera, mas setor está 4,0% abaixo do pico de 2014

Data de publicação:12/05/2022 às 12:59 -
Atualizado 4 dias atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O volume de serviços prestados no País subiu 1,7% em março em relação a fevereiro, na série com ajuste sazonal, segundo os dados da Pesquisa Mensal de Serviços, informou nesta quinta-feira, 12, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No mês anterior, o resultado do indicador foi revisto de -0,2% para +0,4%.

O resultado de março ficou acima da mediana de +0,8% das estimativas dos analistas e dentro do intervalo das previsões, de queda de 1,5% a alta de 3,2%.

serviços
Volume de serviços está 7,2% acima do nível pré-pandemia - Foto: Agência Brasil

Na comparação com março do ano anterior, houve elevação de 11,4% em março de 2022, já descontado o efeito da inflação. Nessa comparação, as previsões eram de uma elevação de 5,8% a 10,7%, com mediana positiva de 8,4%.

A taxa acumulada no ano - que tem como base de comparação o mesmo período do ano anterior - foi de aumento de 9,4%. Em 12 meses, os serviços acumulam alta de 13,6%.

A receita bruta nominal do setor de serviços subiu 1,2% em março ante fevereiro. Na comparação com março de 2021, houve avanço de 17,9% na receita nominal.

Avanço foi de 1,8% no trimestre

No primeiro trimestre de 2022, os serviços cresceram 1,8% em relação ao quarto trimestre de 2021. O resultado representa o sétimo trimestre consecutivo de resultados positivos.

Na comparação com o primeiro trimestre de 2021, houve elevação de 9,4% no primeiro trimestre de 2022, já descontado o efeito da inflação.

Volume está acima do pré-pandemia

A alta de 1,7% em março ante fevereiro fez o setor de serviços funcionar em um nível 7,2% superior ao de fevereiro de 2020, antes do agravamento da crise sanitária no País.

Em março, os transportes passaram a operar 18,0% acima do nível pré-pandemia de covid-19, de fevereiro de 2020, enquanto os serviços prestados às famílias ainda estavam 12,0% abaixo.

Os serviços de informação e comunicação estão 10,5% acima do pré-pandemia, e o segmento de outros serviços está 1,2% além. Os serviços profissionais e administrativos estão 5,2% acima do patamar de fevereiro de 2020.

Nível está 4% abaixo de pico de 2014

O desempenho de março foi o mais acentuado para este período do ano dentro da série histórica. O resultado sucedeu um aumento de 0,4% registrado no mês anterior (a taxa de -0,2% divulgada no mês passado foi revista para um crescimento). Como resultado, o setor eliminou a perda de 1,8% ocorrida em janeiro.

Os serviços chegaram a março operando no maior patamar desde maio de 2015 e estão 4,0% abaixo do patamar mais alto, registrado em novembro de 2014. /Agência Brasil

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!