Empresa

Os acionistas da Vale escolheram nesta segunda-feira, 3, José Duarte Penido como novo presidente do Conselho de Administração da companhia. Indicado pelo comitê de nomeação da mineradora, Penido disputou com Roberto Castello Branco, ex-presidente da Petrobras, que deixou a estatal recentemente, por desentendimentos com o presidente Jair Bolsonaro.

O novo chairman da Vale foi CEO da Samarco de 1992 a 2003, além de ter comandado o conselho da Fibria Celulose por dez anos.

vale
José Duarte Penido, novo presidente do Conselho de Administração da Vale, já comandou a Samarco - Foto: Divulgação

Acionistas minoritários da Vale conseguiram eleger também todos os quatro nomes indicados para o Conselho de Administração da empresa para o biênio 2021-2023. Outras oito vagas da mineradora foram preenchidas por nomes indicados pela companhia.

Faz parte dos eleitos da lista indicada pelos minoritários Roberto Castello Branco. Compõem o grupo também o advogado Marcelo Gasparino, reeleito para o segundo mandato como titular, a ex-CEO da Lacoste e conselheira de BB e Grupo Soma, Rachel Maia, e Mauro Cunha, ex-presidente da Associação dos Investidores no Mercado de Capitais (Amec).

A eleição dos minoritários para o Conselho de Administração da Vale promete desdobramentos, um deles é abrir espaço para um maior contraditório dentro do conselho.  Recentemente, Cunha fez severas críticas à proposta da companhia de adotar o voto negativo nas eleições do colegiado, que comparou com um “sistema de bolas prestas” adotadas por clubes. 

Gasparino registrou voto contrário à proposta e acabou impedindo a Vale de adotar o modelo ao levar o caso à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Já Rachel Maia será o maior ponto de diversidade dentro do conselho, como única mulher e negra.

O novo conselho da Vale é o primeiro eleito após o fim do acordo de acionistas da mineradora, em vigor desde a privatização da mineradora, em 1997. O mercado acompanha o caminho da empresa para se firmar como uma corporation, ou seja, uma empresa sem controle definido.

Atualmente cerca de 55% do capital da mineradora está em mãos de investidores estrangeiros, mas os antigos controladores ainda detêm participação relevante: Previ, Bradespar e Mitsui têm 21% do capital da Vale. A mineradora, contudo, tem outros acionistas de peso, como BlackRock, com 5,29%, e o grupo Capital, com 11,3%.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais