Empresa

A Vale anunciou por meio de fato relevante nesta quinta-feira, 16, que seu Conselho de Administração aprovou a distribuição de dividendos aos acionistas referente ao desempenho obtido no primeiro semestre de 2021, no valor de R$ 8,1083 por ação, totalizando R$ 40,2 bilhões (ou US$ 7,6 bilhões). A companhia informou que este valor foi apurado com base no balanço levantado no último 30 de junho.

Vale
Foto: Reprodução Vale

O pagamento será feito em 30 de setembro deste ano para os investidores que tiverem ações da Vale em suas carteiras até o fechamento do pregão de 22 setembro.

Já para os estrangeiros, receberão os dividendos todos os acionistas que tiverem ADRs (o certificado de ações que permite a empresas internacionais, incluindo as brasileiras, negociarem os seus títulos nas bolsas americanas) da mineradora até o dia 24 do mesmo mês. O pagamento, neste caso, será realizado através do Citibank N.A. em 8 de outubro.

Os papéis da companhia serão negociados ex-dividendo a partir de 23 de setembro. Ou seja, o investidor que comprar uma ação da Vale depois dessa data não terá direito aos dividendos.

Valor veio acima das estimativas dos analistas

De acordo com uma análise desenvolvida por especialistas da XP Investimentos, com base no valor mínimo de remuneração da Vale (que é calculado por 30% do EBITDA ajustado menos o investimento corrente), o dividendo mínimo da mineradora seria de USS 5,3 bilhões.

Assim, tendo em vista o valor anunciado, a companhia se comprometeu a distribuir cerca de US$ 2,3 bilhões adicionais em forma de dividendos extraordinários, explicam os analistas.

A XP afirma ainda que vê o comunicado como positivo para a Vale. "Ainda que a distribuição de dividendos fosse esperada pelo mercado, o montante foi um pouco acima das nossas estimativas. Em 2021, a distribuição acumulada de dividendos pagos irá montar a US$ 13,8 bilhões", diz o relatório.

A casa de investimentos reiterou sua recomendação de compra para os papéis da mineradora, com um preço-alvo de R$ 122 por ação, "com base na combinação de forte geração de caixa e valuation atrativo, mesmo num cenário de realização nas cotações do minério de ferro".

Vale informa o cancelamento de ações ordinárias

Também no fato relevante apresentado ao mercado nesta quinta, a Vale anunciou o cancelamento de 152,016,372 ações ordinárias adquiridas em programas de recompra anteriores. Segundo a companhia, não haverá redução do valor do capital social.

Dessa forma, a mineradora passa a ter 5.132.458.398 ações ordinárias e 12 ações preferenciais de classe especial.

O atual programa de recompra, aprovado em 1º de abril de 2021, permanece em vigor, observados os limites da legislação vigente, finaliza o documento.

Imagem do autor

Repórter na Mais Retorno

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais