termos

Strike

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:04/06/2021 às 03:29 - Atualizado 6 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que é Strike?

Além do strike realizado em jogos de boliche, esse tipo de "jogada" também pode ser aplicada ao mercado financeiro como um tipo de código numeral utilizado para projetar o preço de uma ação na data de vencimento de uma opção.

Parece confuso? Calma, a gente explica melhor! Para isso, vamos começar pelo básico: como o mercado de opções funciona.

As opções funcionam como uma espécie de garantia que pode ser adquirida pelo investidor. Existem opções de compra, chamadas de call, e opções de venda, chamadas de put. Portanto, essa garantia dá ao investidor o direito de comprar ou vender uma ação por um preço previamente determinado.

Esse preço previamente determinado é o que chamamos de strike. Vamos a um exemplo prático para que você compreenda melhor:

Suponha que você deseja comprar uma ação que, hoje, está custando R$ 10. Entretanto, você não poderá, por qualquer motivo que seja, comprá-la nesse exato momento. Então, você adquire uma call - ou seja, a garantia de poder comprar essa ação por R$ 10 nos próximos meses, mesmo que ela esteja custando mais ou menos do que isso.

Portanto, o strike dessa ação é de R$ 10 - preço que vale até o vencimento da opção que você comprou. Veja bem, até agora você só comprou uma opção (garantia), e não a ação em si.

A ideia é que, quando você finalmente for comprar a ação, ela esteja custando um pouco mais do que o strike para que você saia no lucro, como R$ 12 ou R$ 15, por exemplo. Isso significa que esses 2 ou 5 reais de diferença serão o seu rendimento, já que você comprou a ação a R$ 10.

Caso contrário, se na data de vencimento da opção que você comprou a ação estiver valendo menos que o strike, como R$ 8 ou $ 9, você sairá no prejuízo porque terá que comprá-la a R$ 10 de qualquer jeito.

Ficou um pouco mais claro? Conforme dissemos no início, o strike é representado por um código numeral. Esse código faz parte da nomenclatura da ação, composto pelo nome da empresa ofertante, data de vencimento da opção e, por fim, valor de strike.

Pegamos um exemplo para te apresentar, a PETRF236. PETR é a sigla que representa a empresa Petrobrás, F é o código que representa a data de validade da opção, e o número 236 representa o strike dessa ação. 

A princípio podem parecer apenas um monte de letras e números, mas com calma e com um pouquinho de prática fica mais fácil de interpretar a nomenclatura de ação. Acredita!

Strike: o que é ATM, ITM e OTM?

O que nós dissemos acima sobre obter lucro ou ter prejuízo de acordo com o valor da ação, tem um nome correto para ser utilizado no mercado financeiro: At the Money (ATM), In the Money (ITM) e Out the Money (OTM).

Essa três siglas representam três possibilidades de opções: em português, "no dinheiro", "dentro do dinheiro" e "fora do dinheiro", respectivamente.

Quando a opção é considerada ATM, significa que o valor da ação ficou bem próximo ao strike quando a garantia atingiu seu vencimento. Utilizando o caso anterior, onde o strike era R$ 10, podemos dizer que o valor da ação ficou entre R$ 10,10 e R$ 10,50, por exemplo.

Quando a opção é considerada ITM, significa que o valor da ação ficou acima do strike quando a garantia atingiu seu vencimento - caso de lucratividade, conforme explicamos. 

Por fim, quando a opção é considerada OTM, significa que o valor da ação ficou abaixo do strike quando a garantia atingiu seu vencimento - caso de prejuízo.

Como você pôde perceber, o mercado de opções não é lá um bicho de setes cabeças, porém, é necessário certa experiência e visão de negócios para realizar as operações, uma vez que a maioria delas gira em torno de especulação - os investidores estimam se o valor da ação vai diminuir ou aumentar para realizarem a compra ou venda das opções.

Sobre o autor
Equipe Mais RetornoA Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!
Mais sobre

Inscreva-se em nossa newsletter

Ordem a mercado

Ordem a mercado

O que é ordem a mercado? Ao comprar ou vender ações na bolsa de valores, investidores geralmente têm as negociações mediadas por corretores particulares ou agências...

  CONTINUAR LENDO