Logo Mais Retorno
termos

Localismo

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:25/11/2021 às 17:45 -
Atualizado 9 meses atrás
Compartilhe:

O que é Localismo?

Localismo é a ideia do consumo e da utilização de serviços nas redondezas da própria moradia, como se fosse o oposto do globalismo.

Diferente da integração multilateral do comércio internacional pelo mundo, que trouxe o sushi para o Brasil e levou a feijoada pro Japão, o Localismo é um movimento de valorização do empreendedorismo local, com benefícios que, de forma circular, retornam à própria comunidade.

Essa tendência vem ganhando notoriedade principalmente depois da pandemia do coronavírus. 

Por que o Localismo está crescendo?

A pandemia provocou mudanças nos hábitos da sociedade, como um todo, de maneira que podem durar bastante tempo. Essas adaptações refletiram tanto em fatores mais individuais quanto nos relacionados ao trabalho.

Fatores pessoais

As restrições impostas como medidas sanitárias nos afastaram fisicamente de colegas de trabalho, porém nos aproximaram da família e dos vizinhos. 

Nesse contexto, nada mais natural que o fortalecimento das relações comunitárias e, por consequência, uma maior interdependência na prestação de serviços. Isso pode cortar custos, aumentar a confiabilidade de pequenos empreendedores e reduzir a distância até os estabelecimentos.

Outras mudanças mais sutis também merecem atenção.

Uma delas é o crescimento do home office: com as pessoas morando em casa, elas tendem a preparar as próprias refeições e as compras no mercado se tornaram mais frequentes — sendo que é mais rápido ir no 'mercadinho do bairro' que no gigante da avenida.

Fatores produtivos

Com os fechamentos das empresas e as demissões em massa, houve uma adaptação dos empregados para o empreendedorismo individual. Isso descentraliza a economia e fortalece os laços com as pessoas, em oposição aos laços com as grandes empresas.

Outro aspecto se refere às cadeias de produção e distribuição por todo o planeta. A interdependência tão grande é excelente quando tudo está nos conformes, mas, se uma engrenagem no sistema se quebra, toda a produção é abruptamente interrompida.

A solução foi então olhar para o próprio quintal: prestadores de serviços locais, com preços mais atrativos (ou não), mas com mais flexibilidade que empresas gigantes para a negociação.

Quais são as vantagens do Localismo?

A princípio, a comunidade é que mais se beneficia com o Localismo, já que o dinheiro passa a circular dentro da cidade e não para as mãos de gigantes estrangeiros mundo afora. 

Essa circulação descentraliza o poder econômico e incentiva o empreendedorismo, o que aumenta a qualidade de vida dos beneficiados em um círculo virtuoso. E o melhor: está acima de discussões políticas.

Esse foco no que é local pode também melhorar as políticas públicas para cada comunidade, o que aumenta a precisão das ações e o controle delas pelos cidadãos.

A consequência disso, a nível nacional, é a redução de custos com distribuição de produtos, o que diminui despesas com rodovias e emissões de carbono, por exemplo. Quem diria que algo tão simples teria tamanho impacto, não?

Outro ponto é a personalização. O relacionamento direto com produtores locais traz maior variedade de produtos, facilidade de negociação, originalidade etc. Enfim, fatores que aumentam as chances de nascer mais negócios.

Por que entender o Localismo?

Mesmo preferindo comer no Burger King ou comprar na Zara, é importante ficar por dentro das tendências localistas. Investimentos de longo prazo dependem da mudança de cultura da população e da capacidade das empresas de se adaptarem.

Empresas como Itaú e Ambev têm excelentes índices hoje. Mas, em uma mudança de paradigma baseada no Localismo, esse cenário se manteria?

Neste contexto, empresas que prestam serviços ou produzem bens que podem ser ofertados em menor escala localmente podem perder espaço. Por outro lado, a extração e a produção de matéria-prima pode se valorizar.

Ainda não podemos bater o martelo sobre como será a sociedade pós-pandemia, mas bons observadores já estão se atentando para as novas tendências. Nunca se sabe quando algo como o Localismo pode se tornar nossa nova forma de organização social.

Sobre o autor
Autor da Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!