Logo Mais Retorno
Empresa

Telefônica Brasil: lucro líquido cai 18,3% no 1º trimestre

A Telefônica Brasil, dona da Vivo, teve lucro líquido de R$ 942 milhões no primeiro trimestre de 2021. O montante foi 18,3% menor do que no…

Data de publicação:12/05/2021 às 07:04 -
Atualizado um ano atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

A Telefônica Brasil, dona da Vivo, teve lucro líquido de R$ 942 milhões no primeiro trimestre de 2021. O montante foi 18,3% menor do que no mesmo período de 2020, de acordo com dados do seu balanço, publicado na última terça-feira.

Foto: Divulgação
Unidade corporativa da Telefônica em São Paulo - Foto: Divulgação

O Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) recorrente somou R$ 4,455 bilhões, aumento de 0,5% na mesma base de comparação. A margem Ebitda passou de 40,9% para 41,1%. A receita operacional líquida totalizou R$ 10,849 bilhões, uma leve alta de 0,2%.

A companhia expandiu a sua base de clientes e de receitas oriundas dos seus principais serviços, como banda larga via fibra ótica.

No entanto, a queda no lucro líquido resultou dos aumentos das rubricas depreciação e despesa financeira, parcialmente compensadas por menores impostos no período.

A depreciação e a amortização aumentaram 5,9%, para R$ 2,905 bilhões, refletindo a maior depreciação da base de ativos e o crescimento do número de contratos de leasing.

O resultado financeiro líquido gerou uma despesa de R$ 315 milhões, que foi 61,7% maior na comparação anual. Essa alta veio do maior endividamento relacionado a contratos reconhecidos como leasing em função da prática contábil IFRS16.

Investimentos em 4G e 4,5G

Os Investimentos realizados no 1T21 alcançaram R$ 1.943 milhões, o que representa 17,9% da receita operacional líquida do trimestre.

A maior parte desse montante foi destinada à expansão da rede de fibra, que atingiu 276 cidades ao final do 1T21, e à conexão de novos clientes FTTH e IPTV.

No móvel, a empresa reforçou a capacidade das redes 4G e 4.5G de forma a garantir a qualidade do serviço prestado frente à crescente demanda.

Ao incluir o efeito do IFRS 16 houve um incremento de 66,6% a/a em função do efeito pontual de renegociações de contratos de aluguel de longo prazo realizadas durante o trimestre. / com Agência Estado

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!