Empresa

A plataforma que fornece serviços e conteúdos para investidores, Traders Club (TC), anunciou nesta sexta-feira, 01, a aquisição da plataforma Economatica, empresa de informações financeiras atuante na América Latina, por R$ 40 milhões.

Após o anúncio do negócio, os papéis da companhia operam no azul na Bolsa de Valores. Às 12h25, as ações do TC registravam avanço de 1,09%, vendidas a R$ 6,47.

Traders club tc economatica
Escritório do Traders Club em São Paulo | Foto: Divulgação

Com base nas informações divulgadas pelo TC por meio de fato relevante, a Economatica tem um faturamento previsto para 2021 de, aproximadamente, R$ 17,5 milhões.

A empresa informou ao mercado, ainda, que os serviços da plataforma continuarão existindo e, em paralelo, o TC busca desenvolver uma nova experiência para o usuário, com mais informações e dados.

"Com a aquisição, o TC pretende entregar uma nova experiência aos usuários da Plataforma, apoiado na melhoria dos parâmetros de interfaces do usuário/user interface (UI) e experiência do usuário/user experience (UX) da Economatica. A aquisição servirá tanto o segmento B2B quanto o segmento B2C da Companhia, integrando dados e serviços ao ecossistema do TC", destaca a companhia no fato relevante.

O negócio vem em um momento de forte queda nas ações do TC, que fez sua estreia na B3 em 28 de julho deste ano. O primeiro pregão da companhia foi bastante positivo, com os papéis - que na oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) foram precificados em R$ 9,50 - avançando mais de 30%.

No entanto, de lá para cá as ações já caíram cerca de 50%, com base nos números do fechamento da véspera. De acordo com informações do site Pipeline, a queda acentuada pode ser justificada pelo entendimento de investidores sobre a dependência de pessoas físicas para o negócio.

Criado como uma comunidade para troca de informações e análises de trades entre investidores individuais, o TC depende da transformação de usuários em assinantes para faturar. Tarefa difícil em momentos de tantas incertezas econômicas e volatilidade na Bolsa.

Imagem do autor

Repórter na Mais Retorno

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais