Mercado Financeiro

O ano de 2020 foi positivo para o Bitcoin. Certamente, a alta de quase 300% foi o principal motivo para a satisfação de diversos investidores. Além disso, foi possível comprovar que essa criptomoeda veio para ficar. 

A crescente procura por essa moeda digital pode elevar ainda mais o seu valor. Podendo então chegar aos US$100 mil ainda em 2021. De fato, uma alta bem atrativa para quem está pensando em comprar Bitcoins. 

Para os investidores iniciantes, a principal dúvida é sobre qual o valor mínimo para investir em Bitcoin. Todavia, muitos acreditam que somente valores bem altos conseguem comprar essa criptomoeda. Aqui mostramos que essa realidade é bem diferente, confira. 

Como investir em Bitcoin

Para se investir em Bitcoin é necessário entender o que é essa moeda e seu funcionamento. Assim, o BTC é um tipo de dinheiro, como por exemplo o real e o dólar. Entretanto, por ser criado de forma digital, não possui controle de qualquer governo. 

Seu valor é totalmente determinado conforme o andamento do mercado de moedas digitais. Portanto, se a procura está com grande demanda, o Bitcoin terá uma alta em seu valor. Assim, caso ocorra o contrário, essa criptomoeda terá seu preço reduzido. 

O BTC é utilizado para diversas transações online, como por exemplo pagamento de compras virtuais. Então sendo uma opção mais rápida e consequentemente segura para essa modalidade.

Por ser um sistema de pagamento, o Bitcoin não necessita de um banco que controle todas as movimentações. Em outras palavras, o próprio usuário da moeda é quem controla a custódia do valor em seu saldo. Ou seja, você é o seu próprio banco. 

A vantagem em se usar dessa criptomoeda é a facilidade nas transações. Já que independente de onde um usuário esteja, é possível transferir valores. Além de não depender de nenhuma instituição para realizar o processo de liquidação. 

Há diversas formas de se investir ou de comprar Bitcoins. Além disso, também pode-se conseguir diversos BTC por meio de mineração. Confira por onde pode se fazer investimentos com essa moeda:

  • Por meio da compra de cotas de criptomoedas;
  • Negociação direta com corretoras especializadas, as chamadas exchanges; 
  • Recebendo como forma de pagamento o BTC. 

4 Vantagens ao investir em Bitcoins 

As criptomoedas vem representando o que está por vir para o futuro do mercado financeiro. Por isso, é importante conhecer quais são as vantagens ao fazer investimentos com Bitcoin. Confira:

1 - A constante valorização 

Nos últimos anos o Bitcoin tem conquistado uma constante valorização. Sendo o ano de 2017 o recorde, chegando a 1000% de alta. Portanto, um resultado atrativo, já que indica que o mercado de moedas digitais veio para ficar. 

Mesmo com uma pequena queda no último período, o valor do BTC se estabilizou. Certamente, a tendência é que venham para 2021 mais altas, podendo chegar aos US$100 mil. 

2 - Custos baixos nas transações 

Qualquer transação feita com Bitcoin possui custos de operações bem baixos. Diferentemente do dinheiro tradicional, que necessita de instituições para suas operações. Assim tendo custos altos em suas transações. 

Quando uma pessoa envia BTC para outra, paga apenas uma pequena taxa. Então para que os mineradores daquela rede façam essa transação. Podendo então ser de até 1% em cima do valor enviado. 

3 - Operações rápidas e com maior facilidade

 As operações envolvendo qualquer tipo de criptomoeda podem ser realizadas a qualquer horário e dia da semana. Ao contrário dos bancos que só podem ser feitos em dias úteis e horários determinados. 

4 - Privacidade nas suas movimentações 

A privacidade é a principal vantagem de quem investe com BTC. Ainda mais, porque também garante a segurança de ambas as partes da transação. De fato, o blockchain garante o uso de chaves privadas para cada movimentação.

Valor do Bitcoin: Caro? 

Muitos acreditam que o valor do Bitcoin é caro. Entretanto, o preço é baseado em um BTC inteiro. Exemplificando, essa criptomoeda equivale a 100 milhões de pequenas unidades, chamadas Satoshis. Assim, custando 1 centavo cada unidade.

O Bitcoin tem a possibilidade de compra de quantias menores. Assim, da mesma forma que o ouro que é comprado em gramas. Sendo então possível fazer transações em pequena escala. 

Ao investir em criptomoedas não é necessário adquirir um BTC inteiro. Ou seja, não é necessário pagar um valor alto para iniciar. Assim, podendo investir com pequenos valores e podendo se beneficiar positivamente do volume que é negociado. 

Por que o BTC é valioso?

O Bitcoin tem seu preço determinado conforme a oferta e também demanda o mercado. E por ser descentralizado não há possibilidades de reverter ou até censurar qualquer transação. 

Existem apenas 21 milhões de BTCs em total circulação. Enquanto o dinheiro comum é criado de modo fácil, essa criptomoeda possui uma escassez. Então, fazendo que o seu preço sempre venha a ter maior valor constantemente. 

Como fazer investimentos com criptomoedas

As criptomoedas permitem as negociações mais livres entre qualquer usuário dessas moedas. Desde que seja usado o modelo p2p, peer to peer. Portanto, garantindo assim uma total privacidade e também segurança.

Diferentemente das ações comuns, o Bitcoin não passa por bolsa de valores para negociações. Posto que, para investir no mercado de moedas digitais são usadas corretoras especializadas. Ou seja, as chamadas exchanges de criptomoedas. 

Entidades assim, funcionam como uma plataforma onde vendedores encontram compradores. Por meio delas é possível comprar qualquer ativo digital e também fazer a sua negociação sem riscos.

Ao investir em BTC, é de suma importância que se escolha uma boa corretora para transações. Além disso, ter uma carteira digital completa e periodicamente realizar backups de seus ativos. 

Para aqueles que não querem abrir uma conta em exchanges, podem comprar cotas de criptomoedas. Onde empresas das bolsas de valores comuns e também bancos são responsáveis por suas vendas. Contudo, as taxas nesses casos são maiores. 

Principais riscos ao investir 

O Bitcoin é um tipo de dinheiro eletrônico e de criptografia. Sendo assim, os principais riscos são os operacionais. Como por exemplo, um ataque de hacker e a perda de todos os ativos em sua carteira digital.

Para evitar qualquer problema, é importante que se tenha uma rotina de segurança mais complexa. Além da escolha de uma boa corretora. Assim como ao realizar compras online, o uso de e-mail e senhas mais fortes.

Ao que acham a opção de impressão de moedas digitais, alguns cuidados também devem ser tomados. Dessa forma, sempre estar atento à tinta utilizada para imprimir e também ao papel. Certamente, materiais de boa qualidade não terão deterioração com o tempo. 

Para qualquer tipo de investimento, a principal regra é nunca se conectar a redes públicas. Seja para transações online ou apenas para ver como seus ativos estão se desenvolvendo. De fato, conexões assim facilitam o trabalho de hackers. 

Volatilidade é um risco?

Quando um ativo possui uma alta volatilidade, maior será sua mudança de preço dentro do mercado. Entretanto, os investidores jamais devem concluir que um ativo volátil possui mais riscos. 

O Bitcoin é uma criptomoeda bastante volátil, como também possui uma alta liquidez. Por fim, o investidor não terá nenhum problema para vendê-la ou comprá-la. Mesmo que no mercado de ativos digitais, o seu preço esteja em constante mudança. 

Para aqueles que estão ansiosos com os seus investimentos, o BTC não é a escolha certa. Visto que a sua volatilidade é algo comum para essa moeda digital. Caso contrário, é necessário criar um plano bem detalhado de resgate para o momento certo.

Dólar influencia na volatilidade do Bitcoin?

O Bitcoin é vendido no mundo todo por meio do dólar americano. Portanto, um brasileiro ao comprar BTC passará pelas duas variações de preços desses dois ativos, dólar e Bitcoin. 

Ter BTC continua sendo uma opção de proteger grandes fortunas. Certo que, mesmo que a moeda americana passe por altas inflações, a criptomoeda não sofrerá nenhuma interferência em seu preço final. 

Qual o valor mínimo para investir em Bitcoin?

Para saber o valor mínimo para investir em BTC é importante entender como cada moeda vale. Logo que esse ativo deve ser dividido em frações, no caso do Real brasileiro. Exemplificando, 1 Bitcoin possui 8 casas decimais, onde a unidade mínima é 0,00000001. 

Cada fração mínima é chamada de Satoshis, em homenagem ao criador dessa criptomoeda. Assim, hoje um Satoshi vale em torno de 0.0025728. Então, o valor mínimo de representação de um Bitcoin e também de se investir. 

Valor mínimo em corretoras 

A forma mais fácil de se comprar qualquer criptomoeda é através das corretoras. Assim, o valor mínimo para investimentos em BTCs será de R$50 nas principais exchanges do Brasil.

Uma das principais vantagens aos investidores brasileiros é a comprovação mais fácil de compra desse ativo. Isso nos casos de declaração em imposto de renda, já há como comprovar na compra do BTC. 

Como comprar BTC em valores menores de R$50,00? 

A melhor forma de se investir em Bitcoins com menores valores é adquirir de algum amigo. Assim, o mesmo pode transferir para a sua carteira uma quantia menor de R$50, sem a necessidade de corretoras para essa transação. 

Entrar no mercado de criptomoedas com pouco dinheiro: Como?

Muitos acreditam que para entrar no mercado de criptomoeda é necessário se ter muito dinheiro. Entretanto, essa afirmação é errada, principalmente em relação ao Bitcoin ou qualquer outro ativo digital.

Os investimentos com BTC são abertos para qualquer tipo de investidor.  Então é possível comprar pequenas frações e fragmentos dessa moeda. Assim, aquela quantia que você tem “em mãos” naquele momento já é possível começar a iniciar no mercado. 

É possível ter lucro com pequenas quantidades de Bitcoins. Contudo, para lucros maiores é importante investir quantias mais altas. Consequentemente, garante que a aplicação traga resultados mais vantajosos. 

Um bom segredo para compradores iniciantes é comprar sempre na baixa do mercado. Além disso, vender sempre que o ativo tiver em ótima alta. Dessa forma, garantindo um maior lucro com a venda de seus BTCs.

Quanto rende investir em bitcoin

Qualquer pessoa que tenha uma pequena quantia disponível pode começar a investir em Bitcoin. Contudo, há diversos questionamentos se realmente é possível lucrar com pouca quantidade investida. 

O que aumenta a chance de maiores lucros é como será o retorno daquele investimento. Certamente, o mercado de BTC é um dos que garante maior velocidade de lucratividade. Logo que, graças a volatilidade desses ativos, é possível ter resultados positivos. 

Portanto, se você começar a investir com uma pequena quantidade, será possível ter bons retornos. Além disso, os riscos de uma baixa repentina são pouco em relação a ativos tradicionais, então os riscos são quase nulos.

O mercado de criptmoedas é volátil e depende do cenário mundial. Assim, o rendimento do bitcoin depende principalmente da oferta e procura. Então, ela está muito ligada às notícias, políticas externas, influência de grandes potências como empresas e países.

Hoje, um BTC vale mais de US$ 53 mil, a um ano atrás pouco mais de US$ 9.500. Ou seja, em um ano a criptomoeda valorizou 457%, uma marca histórica.

Vale a pena investir em bitcoin?

Como qualquer outro investimento, investir em Bitcoins com o valor mínimo tem suas vantagens e desvantagens também. Além de ser um investimento baixo, torna-se uma ação mais conservadora e com baixos riscos. Conheça abaixo os prós e contras:

Vantagens

  • Acessível para qualquer pessoa, podendo iniciar, por meio de corretoras, com apenas R$50;
  • Qualquer perfil de investidor, conservador ou agressivo pode iniciar;
  • Menor riscos de sofrer possíveis perdas;
  • Por ser uma dinheiro aplicado, quase não se paga taxas ou impostos; 
  • É possível a compra de quantias menores através de amigos. 

Desvantagens

  • Retorno mais demorado;
  • Investidores ansiosos acabam se desanimando; 
  • Necessita de tempo para ter uma maior valorização do ativo. 

Qual a melhor opção para investir em bitcoin

Antes de começar a investir em ativos em corretoras, é sempre bom atentar para as taxas cobradas. Confira quais os custos em média que cada empresa cobra para negociação de Bitcoins:

  • Taxas fixas em todas exchanges: R$2,90, além de 1,99% em cima do valor depositado na corretora;
  • Comissão por valores: De 0,03% a 0,07% cobrados para cada operação realizada.

Lembrando que esses valores podem ser diferentes para cada corretora. Por isso, é recomendável sempre solicitar as taxas e custos cobrados pela exchange que você irá negociar. 

Por fim, a melhor opção será aquela que atende às suas necessidades e claramente seja uma exchange com credibilidade no mercado.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais