Economia

A arrecadação de impostos e contribuições federais em março foi de R$ 137,932 bilhões, valor que representa aumento real de 18,49% na comparação com o mesmo mês do ano passado. O ministro da economia, Paulo Guedes, comemorou o resultado, nesta terça-feira, 20. 

"Superamos as melhores expectativas de arrecadação de impostos em março. Tivemos os melhores desempenhos da série histórica do mês do trimestre, com aumentos reais expressivos", afirmou.

No acumulado do primeiro trimestre, o governo federal arrecadou R$ 445,900 bilhões, recorde da série histórica iniciada em 1994

No acumulado do primeiro trimestre, o governo federal arrecadou R$ 445,900 bilhões, recorde da série histórica iniciada em 1994. Houve aumento real de 5,64% na comparação com os primeiros dois meses do ano passado.

Para Guedes, indica avanço da atividade econômica formal. "Vemos comércio superando a fase pré-pandemia e os serviços, que foram mais atingidos, quase chegando ao nível anterior à pandemia. O nível de arrecadação confirma o ritmo de produção. Isso mostra que realmente o Brasil se levantou. Foi derrubado pela pandemia, mas se levantou em V", disse  

Ele também defendeu a aceleração do ritmo de vacinação. "A melhor política fiscal é vacina, vacina, vacina, porque temos que garantir o retorno seguro ao trabalho", repetiu.

Embora tenha admitido a possibilidade de impactos da segunda onda sobre resultados do primeiro trimestre, o ministro lembrou que o governo reeditou o auxílio emergencial. "Com aprovação do orçamento, teremos novamente programas bem-sucedidos do ano passado", concluiu.

Imagem do autor

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Economia
Economia
Economia
Economia
Veja mais Ver mais