Mercado Financeiro

A queda de 1% do Ibovespa na véspera, que fechou o pregão aos 119.388,37 pontos, indica cautela do mercado com a instalação e o começo dos trabalhos da CPI da covid-19 no Senado, que vai apurar as ações do governo no combate à pandemia do coronavírus.

A instalação da comissão, com a escolha do presidente e do relator, gerou comentários nos mercados, na véspera, sem aparentemente influenciar as decisões por enquanto. O início das investigações, de todo modo, deixou os investidores em estado de atenção.

bolsa
Andamento da CPI da Covid e desdobramentos da saída do secretário de Fazenda no radar do mercado nesta quarta-feira - Foto: Envato

Na véspera, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, negou um pedido para adiar o funcionamento da comissão para outubro.

Em resposta, Pacheco afirmou que, a partir de agora, não cabe a ele tomar decisões sobre o funcionamento da CPI e que esse tipo de pedido precisa ser submetido diretamente aos integrantes da comissão.

O presidente do Senado só autorizou a instalação da CPI após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), mas foi pressionado pelo Planalto a barrar o funcionamento da comissão, mesmo após determinação judicial.

Além disso, Pacheco foi alvo de ataques pelo filho do presidente Jair Bolsonaro, o senador Flávio Bolsonaro, dizendo que ele assumiu a morte dos senadores e assessores ao dar aval para o funcionamento da comissão em plena pandemia.

Novos nomes na Economia

Outro fato que atraiu os olhares dos investidores também foi a demissão, na véspera, do secretário Waldery Rodrigues, um dos principais nomes da equipe econômica de governo.

A saída em si não chama a atenção dos investidores, diz Davi Lelis, especialista e sócio da Valor Investimentos. Rodrigues já foi até substituído pelo secretário do Tesouro, Bruno Funchal.

Na noite anterior, o ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou novas mudanças em postos-chave de sua equipe e negou que a decisão esteja ligada a pressões políticas, apesar das mudanças virem na esteira dos embates em torno do Orçamento 2021.

Segundo Guedes, o atual secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, será remanejado para a assessoria especial da pasta.

O ministro também anunciou a saída do secretário de Orçamento Federal, George Soares, que será substituído por Ariosto Culau, que foi secretário-executivo-adjunto da Fazenda no governo Michel Temer.

De acordo com Lelis, a saída de principais auxiliares da equipe econômica pode enfraquecer o ministro da Economia, Paulo Guedes, a tal ponto que ele mesmo acabe deixando o governo.

O executivo da Valor Investimento não acredita, contudo, que a demissão de Waldery deixe o mercado financeiro fortemente  estressado.

“Toda movimentação originada em notícias políticas é circunstancial, momentânea, no curto prazo e diluídas no médio e longo prazo pelos resultados das empresas”, avalia. “A menos que os movimentos redundem em mudanças estruturais”, enfatiza Lelis.

Caged e programas de auxílio

A divulgação do resultado de março do Cadastro Geral de Empregados (Caged) de março será divulgado na manhã desta quarta-feira, o que será acompanhado pelo mercado como mais um termômetro de evolução da retomada da economia do País.

Na véspera, Paulo Guedes afirmou que o resultado a ser divulgado deve ser positivo. “A economia está de pé novamente”, disse.

Pesquisa feita pelo “Projeções Broadcast”, da Agência Estado, feita com 20 instituições aponta que o País deve ter gerado vaga pelo terceiro mês consecutivo. No entanto, as expectativas são de desaceleração ante as vagas criadas em fevereiro.

A mediana das projeções é de criação de 150 mil vagas, com apostas que vão de fechamento de 300 mil até a abertura de 275 mil postos de trabalho.

Apesar das expectativas otimistas, o ministro anunciou o relançamento de medidas emergenciais para combater os efeitos econômicos da pandemia.

Entre eles está o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e Renda (Bem), que permite a redução de jornada e salário e suspensão do contrato, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro no dia anterior, e o programa de crédito a micro e pequenas empresas (Pronampe).

Mortes por covid-19 em alta

O Brasil registrou 3.120 mortes por covid-19 na véspera, segundo dados do consórcio de imprensa. Com isso, a média móvel de óbitos, que leva em consideração números dos últimos sete dias, ficou em 2.399.

No entanto, a média da véspera foi 20% menor na comparação com o dado de 14 dias atrás. Porém, o patamar ainda se mantém elevado, uma vez que a média atual é mais do que o dobro do pico da covid-19 no ano passado no País. Até o momento, o Brasil contabiliza 395.324 vítimas da doença desde o início da pandemia.

Já em número de vacinados, o País atingiu na véspera o volume de 30.259.475 pessoas imunizadas com pelo menos a primeira dose da vacina, o que corresponde a 14,29% da população total.

Novos balanços trimestrais corporativos

A temporada de divulgação dos resultados trimestrais das empresas segue nesta quarta-feira, com os investidores atentos aos números, que podem dar uma ideia da velocidade da recuperação da economia do País.

Após o fechamento do mercado, a Claro Telecom divulgou seus números referentes ao primeiro trimestre do ano. De acordo com o balanço da companhia, o Ebtida (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 4,029 bilhões, alta de 5,2% ante o mesmo período de 2020. A subsidiária da mexicana América Móvil não divulga lucro líquido no Brasil.

A Cielo também comunicou os resultados da empresa no trimestre. Segundo balanço, a empresa apresentou lucro líquido de R$ 241,3 milhões no primeiro trimestre deste ano, volume 44,6% maior do que o registrado no mesmo intervalo de 2020.

Para esta quarta-feira são aguardados os dados trimestrais do banco Santander, da CSN, Lojas Renner, Multiplan, Odontoprev, Cesp, Movida, Weg, entre outras.

Wall Street opera próximo à estabilidade

Os contratos futuros das bolsas de Nova York operam próximo à estabilidade, com o mercado financeiro atento ao segundo e último dia da reunião do Fed (Federal Reserve, o banco central americano) e aos novos resultados de balanços trimestrais das companhias.

Os rendimentos dos Treasuries estão subindo novamente, à medida que os mercados aguardam atualizações sobre os estímulos do governo e do banco central, cuja política monetária deve seguir inalterada após a reunião de hoje, segundo especialistas.

De acordo com Filipe Teixeira, sócio da Wisir Research, os investidores estão atentos a qualquer sinal de que o banco central recue nas compras de ativos à medida que a economia se fortalece e as pressões sobre os preços aumentam, em meio a preocupações de que qualquer retirada de suporte poderá desencadear volatilidade nas taxas globais e ativos de risco.

Nesta quarta-feira, o mercado irá conhecer os números dos três primeiros meses do ano de empresas como Apple, Facebook, Spotify, Boeing, Ford, Qualcomm e algumas indústrias farmacêuticas.

A fabricante do iPhone e do iPad viu o quarto trimestre ser o seu mais lucrativo, impulsionado pelo lançamento do iPhone 12, que tem acesso ao 5G. De acordo com o FactSet, analistas estão estimando que as vendas da empresa disparem 32%, a US$ 76,7 bilhões.

Já o Facebook teve receitas recorde no último período e falou sobre as rusgas cada vez maiores com a Apple. Mark Zuckerberg disse à época que a Apple é uma de suas maiores competidoras. As vendas da empresa devem subir 34%, a US$ 23,7 bilhões.

Bolsas asiáticas fecham no positivo

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em alta moderada nesta quarta-feira, 28, com investidores evitando negócios antes da decisão de política monetária do Federal Reserve.

O índice acionário japonês Nikkei subiu 0,21% em Tóquio hoje, aos 29.053,97 pontos, impulsionado por ações de eletrônicos e telecomunicações, e o Hang Seng avançou 0,45% em Hong Kong, aos 29.071,34 pontos.

Na China continental, o Xangai Composto se valorizou 0,42%, aos 3.457,07 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto teve ganho de 0,83%, aos 2.300,94 pontos.

Por outro lado, o sul-coreano Kospi caiu 1,06% em Seul, aos 3.181,47 pontos, pressionado por ações de grandes empresas que divulgaram balanços trimestrais desanimadores, e o Taiex apresentou modesta baixa de 0,16% em Taiwan, aos 17.567,53 pontos.

Investidores na Ásia vêm mostrando cautela desde ontem, à espera do anúncio de política monetária do Fed, a ser feito às 15h.

Como a expectativa é a de que o BC americano deixe os juros básicos e outras características de sua política inalterados, a atenção vai se voltar para comentários de seu presidente, Jerome Powell, sobre a perspectiva econômica e dos estímulos atuais.

Desdobramentos da covid-19 na região asiática, principalmente na Índia, onde a situação tem sido mais preocupante, continuam no radar.

Na Oceania, a bolsa australiana ficou no azul, após dados de inflação mais fracos do que o esperado. O S&P/ASX 200 avançou 0,44% em Sydney, aos 7.064,70 pontos. / com Júlia Zillig e Agência Estado

Imagem do autor

Colaborador do Portal Mais Retorno.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Visualizar Comentários

Mercado Financeiro
Mercado Financeiro
Mercado Financeiro
Mercado Financeiro
Veja mais Ver mais