Logo Mais Retorno
Mercado Financeiro

Mercado ao vivo: confira a Bolsa e o dólar nesta quarta-feira, 8 de junho

Investidores repercutem inflação e ICMS no cenário interno, e aguardam a reunião do BCE e CPI americano

Data de publicação:08/06/2022 às 11:36 -
Atualizado 24 dias atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

Após fechar a sessão anterior em leve baixa, a Bolsa mantém a queda no pregão desta quarta-feira, 8, seguindo na esteira do mercado internacional e puxada pela baixa de quase 3% das ações da Vale.

Às 14h44, o Ibovespa recuava 0,87%, aos 109.114 pontos. Já o dólar subia 0,42%, cotado a R$ 4,89.

Bolsa
Investidores estão no aguardo da reunião do BCE e do CPI dos EUA nos próximos dias - Foto: Envato

O mercado no exterior segue em compasso de espera por conta da reunião do Banco Central Europeu (BCE) nesta quinta-feira, 9, quando deve sair o anúncio do encerramento da compra de ativos.

Na sexta-feira, 10, os investidores conhecerão o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) de maio. A inflação americana está no maior patamar dos últimos 40 anos, o que faz com que os especialistas olhem com mais atenção esse tipo de dado.

A secretária de Estado dos Estados Unidos, Janet Yellen, disse na véspera que acredita que a inflação americana deve continuar em alta. E nesta quarta-feira, a representante presta depoimento em comitê da Câmara por volta das 11h (horário de Brasília).

Na Europa, a Eurostat divulgou durante a manhã que o PIB da zona do euro subiu 0,6% no primeiro trimestre de 2022 ante o resultado do quarto trimestre de 2021

Bolsas americanas/índices futuros

  • S&P 500: -0,88%
  • Dow Jones: -1,04%
  • Nasdaq 100: -0,84% (dados atualizados 14h46)

Juros futuros

A curva de juros volta a abrir nesta quarta-feira, em meio ao exterior mais pesado e temores fiscais por aqui, após as taxas terem subido na véspera. Os juros curtos, no entanto, operam estáveis após o IGP-DI de maio ter vindo abaixo da mediana.

No exterior, os juros dos Treasuries avançam diante da perspectiva de mais aperto monetário nos Estados Unidos, e o petróleo está acima de US$ 120 o barril.

Às 9h13 desta quarta, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2027 subia para máxima de 12,63%, de 12,63% no ajuste anterior.

O DI para janeiro de 2025 subia para 12,71%, de 12,66%, e o para janeiro de 2023 estava estável em 13,49%.

Brasil: mercado de olho no ICMS de combustíveis e energia

No radar local, os investidores estão atentos ao projeto que fixa em 17% o teto para o ICMS de combustíveis e energia. O senador Fernando Bezerra deve apresentar ainda nesta quarta-feira o seu parecer.

Além disso, também devem ser divulgadas as PECs (Propostas de Emenda Constitucional) para compensar as perdas dos Estados.

Estados e municípios preveem perdas de até R$ 115 bilhões com o pacote de redução tributária. Governadores se encontram com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco para falar sobre o tema.

O governo federal propôs cortar impostos federais (PIS/Confins e Cide) sobre a gasolina em troca da aprovação do PLP 18 do teto do ICMS e a União ainda faria um ressarcimento aos Estados pelo fim da cobrança de imposto.

Mercado internacional: Europa e Ásia

Na Velha Economia, os investidores repercutem os dados do Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro, que cresceu 0,6% no primeiro trimestre de 2022 ante o quarto trimestre do ano passado, segundo a terceira e última leitura do indicador divulgada pela Eurostat.

O resultado representa uma revisão positiva em relação à estimativa anterior, que apontava expansão de 0,3% na atividade.

Na comparação anual, a economia da zona do euro teve avanço de 5,4% entre janeiro e março, 0,3 ponto porcentual acima do cálculo prévio.

Bolsas europeias/principais índices

  • Stoxx 600 (Europa): -0,93%
  • DAX (Frankfurt): -0,86%
  • FTSE 100 (Londres): -0,30%
  • CAC 40 (Paris): -0,91% (dados atualizados às 10h52)

Bolsas asiáticas fecham em alta

As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta quarta-feira, em meio ao alívio no cerco da China contra empresas do setor de tecnologia.

O relaxamento das restrições para controlar o coronavírus no país asiático também ajudou a atenuar os efeitos das preocupações sobre a economia global nas mesas de operações da região.

Autoridades chinesas autorizaram na véspera a certificação de 60 títulos de videogames, meses após ter suspendido o processo.

Para o Citi, a medida sugere mais um recuo na pesada campanha que o governo vinha empreendendo para conter o poder de gigantes tecnológicos.

"Acreditamos que isso pode indicar mais medidas políticas de apoio para o setor de internet da China", avalia.

A decisão apoiou os negócios em Hong Kong, onde o índice Hang Seng encerrou a sessão com ganho de 2,24%, a 22.014 pontos.

Na China continental, o Xangai Composto avançou 0,68%, a 3.263 pontos, enquanto o Shenzhen Composto, menos abrangente, subiu 0,52%, a 2.083 pontos.

No dia anterior, a capital Pequim informou que não registrou casos de coronavírus fora dos locais de quarentenas por quatro dias seguidos, um sinal positivo para os esforços de retirada das restrições.

Em outras praças na Ásia, o índice Nikkei, referência em Tóquio, se valorizou 1,04%, a 28.234 pontos, na máxima do dia. O Produto Interno Bruto (PIB) japonês encolheu 0,1% no primeiro trimestre ante o anterior, conforme informou o Escritório de Estatísticas do país nesta quarta-feira.

O resultado sustenta o compromisso do Banco do Japão (BoJ) em manter a política monetária relaxada, que derruba o iene às mínimas em 20 anos e ajuda a impulsionar os papéis de exportadores.

Por outro lado, o Banco de Reserva da Índia (RBI, na sigla em inglês) aumentou a taxa básica de juros, de 4,4% para 4,9%, em novo esforço para conter a escalada da inflação no país.

"Uma aceleração no ritmo de aperto pelo RBI indica que a ameaça da inflação está sendo levada a sério", resume o ING.

Em Taiwan, o Taiex ganhou 0,95%, a 16.670 pontos. Já o Kospi aumentou 0,39%, a 2.636 pontos, na Bolsa de Seul.

Na Oceania, o índice S&P/ASX 200, em Sydney, se elevou 0,36%, a 7.121 pontos, acompanhando o movimento dos pares asiáticos. / com Agência Estado

Leia mais

Eletrobras: reserva de ofertas acaba hoje; confira tudo o que precisa saber (maisretorno.com)
Fundos de investimento têm em maio a pior captação de 2022 (maisretorno.com)
META11: vale a pena investir no novo ETF de metaverso da Hashdex? (maisretorno.com)

Sobre o autor
Julia Zillig
Repórter do Portal Mais Retorno.