Logo Mais Retorno
Mercado Financeiro

Mercado ao vivo: confira a Bolsa e o dólar nesta sexta-feira, 3 de junho

Investidores repercutem os dados de emprego americanos, PMI europeu, produção industrial brasileira e risco fiscal

Data de publicação:03/06/2022 às 11:41 -
Atualizado um mês atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

No último dia da semana, a Bolsa opera em queda, seguindo a aversão ao risco do mercado americano. Às 14h45 desta sexta-feira, 3, o Ibovespa recuava 1,04%, aos 111.227 pontos, e o dólar subia levemente 0,06%, cotado a R$ 4,792.

A atenção dos investidores se volta para os dados do payroll, relatório de empregos dos Estados Unidos, que em maio, apontou a geração de 390 mil novos postos de trabalho, segundo dados divulgados pelo Departamento do Trabalho dos EUA durante a manhã.

bolsa
Payroll de maio veio acima do esperado pelo mercado nesta sexta-feira, 3- Foto: Envato

O resultado superou a expectativa dos analistas do mercado, que esperavam a criação de 328 mil vagas. Já a taxa de desemprego ficou estável em 3,6%, porcentual registrado pelo terceiro mês seguido.

O desempenho positivo do mercado de trabalho pode se tornar um ponto a ser levado em conta pelo Federal Reserve (Fed, o banco central americano) para definir a intensidade do ciclo de aperto monetário dos EUA.

Por enquanto, a autoridade monetária segue sinalizando que deve aplicar novos ajustes de 0,50 ponto porcentual nas próximas reuniões.

Bolsas americanas/principais índices

  • S&P 500: -1,55%
  • Dow Jones: -0,93%
  • Nasdaq 100: -2,66% (dados atualizados às 14h48)

Brasil: produção industrial sobe 0,1% em abril

No ambiente interno, o mercado digere os dados da produção industrial de abril, que subiu 0,1% ante março, conforme dados publicados pelo IBGE também durante a manhã.

O desempenho do setor atingiu as expectativas dos economistas, que esperavam uma mediana positiva de 0,2%.

No acumulado do ano, que tem como base de comparação o mesmo período do ano anterior, a indústria teve uma queda de 3,4%. Em 12 meses, a produção acumula recuo de 0,3%, segundo o IBGE.

Eletrobras: começa hoje o período de reserva de ações

Além dos dados econômicos, os investidores estão monitorando o início da temporada de reservas da oferta pública da Eletrobras, que começa nesta sexta-feira e termina no próximo dia 8. No pregão da Bolsa, as ações da estatal caem mais de 1%.

Sobe e desce da Bolsa

Maiores altas

Natura&Co (NTCO3) +3,97%
Petrobras (PETR3)+1,94%
Ambev (ABEV3)+1,23%
Raia Drogasil (RADL3)+1,25%
Sabesp (SBSP3)+1,07%

Maiores baixas

Méliuz (CASH3)-5,18%
Yduqs (YDUQ3) -4,80%
Americanas S.A (AMER3)-4,40%
Magazine Luiza (MGLU3)-4,47%
Hapvida (HAPV3)-3,48%
Fonte: B3 (dados atualizados às 14h50)

Juros futuros

Os juros futuros operam em queda nesta sexta-feira. Às 14h45, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro para janeiro de 2027 recuava a 12,24%, de 12,34% no último ajuste. O DI para janeiro de 2025 caía para 12,39%, de 12,46%, e o para janeiro de 2023 estava em 13,41%, de 13,44%.

Mercado internacional: Europa e Ásia

Zona do euro: dados econômicos frustram especialistas

Na zona do euro, as bolsas fecharam em queda, após trafegar em leve alta durante uma boa parte do dia.

Por lá, o mercado repercutiram dados econômicos, como o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) de serviços da zona do euro, que recuou de 57,7 em abril a 56,1 em maio – enquanto os analistas esperavam 56,3 - atingindo o menor nível em dois meses, segundo a S&P Global.

Além disso, as vendas do varejo também caíram 1,3% em abril ante março, conforme divulgado pela Eurostat, abaixo da previsão do mercado de avanço de 0,1% no período. No confronto com igual mês de 2021, o volume de vendas no varejo em abril aumentou 3,9%.

A agência oficial de estatísticas da UE disse que as vendas caíram 2,6% para alimentos, bebidas e tabaco e 0,7% para produtos não alimentícios em abril, enquanto aumentaram 1,9% para combustíveis automotivos.

Bolsas europeias/fechamento

  • Stoxx 600 (Europa): -0,26% (440,08 pontos)
  • DAX (Frankfurt): -0,17% (14.460 pontos)
  • FTSE 100 (Londres): fechado/feriado
  • CAC 40 (Paris): -0,23% (6.485 pontos)

Ásia: bolsas fecham em alta, com China fechada

As bolsas da Ásia fecharam em alta nesta sexta-feira, 3, após os fortes ganhos em Wall Street na véspera. Em sessão de menor liquidez, com mercados chineses fechados em meio a um feriado, investidores repercutiram o afrouxamento das restrições contra a covid-19 em alguns países da região.

Em Seul, o índice Kospi subiu 0,44%, a 2.670 pontos. O índice Nikkei, referência em Tóquio, encerrou a sessão com valorização de 1,27%, a 27.761 pontos.

O presidente do Banco do Japão (BoJ), Haruhiko Kuroda, reconheceu que a recente escalada da inflação no país pode prejudicar o consumo das famílias, mas insistiu que a política monetária relaxada será mantida.

Na China, os negócios em Hong Kong, Shenzhen e Xangai não abriram devido a um feriado no país. A Bolsa de Taiwan também ficou fechada. O relaxamento das restrições à mobilidade em várias cidades chinesas, incluindo Xangai, deu força as ações locais ao longo da semana.

Na Oceania, o índice S&P/ASX 200, em Sydney, ganhou 0,88%, a 7.238, pontos, apoiado pelo setor de mineração, após forte valorização de metais. / com Agência Estado

Leia mais

Eletrobras: vale a pena comprar o papel com recursos do FGTS? (maisretorno.com)
Eletrobras sobe 30% ano, mas fundos com o papel não acompanham (maisretorno.com)
Privatização da Petrobras será realizada por meio de um projeto de lei (maisretorno.com)
PIB Brasil: demanda externa pode recuar no 2° semestre (maisretorno.com)

Sobre o autor
Julia Zillig
Repórter do Portal Mais Retorno.