Logo Mais Retorno
Mercado Financeiro

Mercado ao vivo: acompanhe as movimentações da Bolsa e do dólar nesta sexta-feira, 20 de maio

Bolsa sobe impulsionada por empresas de commodities e em linha com o exterior

Data de publicação:20/05/2022 às 11:08 -
Atualizado um mês atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

Em mais um dia de agenda de indicadores interna esvaziada, a Bolsa de Valores brasileira, a B3, abriu o pregão desta sexta-feira, 20, com alta, em linha com o exterior. Após dois dias consecutivos de muita aversão ao risco nos mercados globais, hoje as bolsas ao redor do mundo recuperam parte das perdas, influenciando positivamente o Ibovespa, que às 14h15 avançava 0,89%, aos 107.954 pontos.

A valorização da B3 no início da manhã foi puxada, uma vez mais, pelo desempenho positivo das ações de empresas exportadoras de commodities. Vale e Petrobras - que, juntas, são responsáveis por cerca de 27% da carteira teórica da B3 -, avançavam 1,89% e 0,79%, respectivamente, no mesmo horário.

bolsa
Bolsa sobe impulsionada por commodities | Plataforma de petróleo | Foto: Reprodução

De acordo com a equipe de análise do BTG Pactual, lá fora, "o anúncio pelo Banco Central da China de corte da taxa de empréstimo de cinco anos, que é referência para hipotecas residenciais, de 4,6% para 4,45%" impactou positivamente os mercados, já que a China é um dos principais demandantes de diversos produtos no mundo e, com juros menores, o consumo tende a aumentar, o que pode impulsionar a atividade econômica global.

Com um sentimento mais positivo por parte dos investidores estrangeiros, mais dinheiro entra no mercado brasileiro e ajuda a valorizar a moeda nacional frente o dólar, que registrava queda de 0,66%, às 14h20, e era cotado a R$ 4,89.

O dia na Bolsa

Maiores altas da Bolsa

EmpresaCódigoVariação
Banco InterBIDI11+4,84%
CSN MineraçãoCMIN3+4,27%
LocawebLWSA3+3,39%
GerdauGGBR4+3,36%
IRB BrasilIRBR3+2,46%
Fonte: B3 | Dados atualizados às 10h40

Maiores baixas da Bolsa

EmpresaCódigoVariação
BRFBRFS3-0,89%
CarrefourCRFB3-0,56%
Banco PanBPAN4-0,35%
EletrobrasELET6-0,19%
MinervaBEEF3-0,08%
Fonte: B3 | Dados atualizados às 10h40

Mercados internacionais

Além das notícias chinesas que animaram o mercado, nesta manhã também foram divulgados dados positivos no Reino Unido. As vendas no varejo do país subiram 1,4% em abril ante março, segundo dados publicados pelo Escritório Nacional de Estatísticas (ONS, na sigla em inglês). O resultado ficou acima da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam queda mensal de 0,3%.

Ainda na Europa, a Destatis, agência de estatísticas da Alemanha, informou que o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) do país saltou para 33,5% em abril ante igual mês de 2021. De acordo com a agência, os preços da energia no país - que subiram 87,3% em relação a abril de 2021 e 2,5% frente a março - foram determinantes para o aumento interanual do índice.

Mais cedo, autoridades dos bancos centrais da Europa e da Inglaterra disseram que as taxas de juros na região devem subir, a fim de controlar o avanço dos preços. No entanto, essas notícias não pesaram tanto sobre as cotações dos mercados, que vivem dia de alta generalizada.

Desempenho das bolsas americanas

  • Dow Jones: alta de 0,54%
  • S&P 500: alta de 0,85%
  • Nasdaq 100: alta de 1,06%

Dados atualizados às 10h55

Desempenho das bolsas europeias

  • Stoxx 600 (Europa): alta de 1,47%
  • FTSE 100 (Reino Unido): alta de 1,73%
  • DAX (Alemanha): alta de 1,62%
  • CAC 40 (França): alta de 1,16%

Dados atualizados às 10h56

Fechamento das bolsas asiáticas

  • Xangai Composto (China): alta de 1,60%
  • Shenzhen Composto (China): alta de 1,59%
  • Nikkei (Japão): alta de 1,27%
  • Hang Seng (Hong Kong): alta de 2,96%
  • Kospi (Coréia do Sul): alta de 1,81%
  • Taiex (Taiwan): alta de 0,78%

Juros futuros

Após caírem na quinta-feira, 19, os juros futuros apresentam viés de alta na manhã desta sexta-feira, 20, acompanhando o movimento de valorização dos juros dos Treasuries,.

Às 9h27 desta sexta, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2027 estava em 12,02%, de 11,98% no ajuste de ontem. O DI para janeiro de 2025 marcava 12,26%, de 12,21%, e o para janeiro de 2024 exibia 12,93%, de 12,87% no ajuste anterior. O vencimento para janeiro de 2023 estava em 13,300%, de 13,284% no ajuste de quinta-feira.

Sobre o autor
Bruna Miato
Repórter na Mais Retorno