Logo Mais Retorno
Mercado Financeiro

Mercado ao vivo: acompanhe as movimentações da Bolsa e do dólar nesta terça-feira, 14 de junho

Mercados vivem dia um pouco mais positivo, depois de despencarem na véspera

Data de publicação:14/06/2022 às 11:09 -
Atualizado 17 dias atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

Após um pregão de quedas acentuadas aqui e no mundo, a Bolsa de Valores brasileira, a B3, amanheceu bastante volátil, oscilando entre altas e baixas, nesta terça-feira, 14, véspera da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) sobre a Selic, taxa básica de juros. No começo da tarde, porém, o Ibovespa acentuou suas quedas e, às 13h36, recuava 0,58%, aos 101.999 pontos, acompanhando o exterior.

A Vale, empresa com maior peso na composição do índice, registrava baixa de 0,50% no mesmo horário, puxando a Bolsa para baixo. A mineradora recua na mesma esteira que o minério de ferro, com as expectativas de que novas medidas de isolamento social na China possam impactar negativamente a demanda pelo produto.

Eletrobras bolsa
Eletrobras lidera as altas da Bolsa nas primeiras horas do pregão | Foto: Pilar Olivares/Reuters

Em contrapartida, os destaques positivos ficam por conta das ações da Eletrobras, que teve sua cerimônia oficial de privatização nesta tarde, e com as empresas ligadas ao petróleo, como Petrobras e PetroRio, que avançam acompanhando a valorização da commodity no exterior. No mesmo período, os papéis da empresa de energia, subiam 3,27%, enquanto Petrobras avança 2,97%, segurando uma queda mais acentuada do Ibovespa.

O dólar vive mais um pregão de valorização e, às 13h38, subia 0,48%, cotado a R$ 5,14. A moeda americana passa por dias de altas expressivas com as perspectivas de que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) pode elevar a taxa de juros no país - hoje entre 0,75% e 1,25% - em um patamar maior do que o esperado pelo mercado anteriormente, de alta de meio ponto percentual.

O dia na Bolsa

Maiores altas da Bolsa

EmpresaCódigoVariação
Eletrobras ONELET3+3,42%
Petrobras PNPETR4+3,01%
Petrobras ONPETR3+2,47%
IRB BrasilIRBR3+2,28%
Eletrobras PNELET6+1,90%
Fonte: B3 | Dados atualizados às 13h41

Maiores baixas da Bolsa

EmpresaCódigoVariação
ViaVIIA3-7,06%
PositivoPOSI3-5,33%
CVCCVCB3-4,87%
CSN MineraçãoCMIN3-4,73%
Magazine LuizaMGLU3-4,49%
Fonte: B3 | Dados atualizados às 10h49

Mercados internacionais

Nos Estados Unidos, os principais índices acionários operam entre altas e baixa. Nas pressões negativas, ainda pesa a cautela em relação à política monetária. Já entre os fatores positivos, a inflação ao produtor (PPI, na sigla em inglês) de maio veio em linha com as expectativas do mercado e registrou alta de 0,8% frente a abril.

No continente europeu, as bolsas vivem mais um pregão de baixa, ainda na expectativa para a decisão de política monetária no país norte-americano, na quarta, e na Inglaterra, na quinta. Mais cedo, o mercado conheceu também a inflação ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da Alemanha em maio, que teve alta de 0,9% na comparação mensal e de 7,9% na anual.

Na Ásia, os mercados fecharam mistos nesta terça. Por um lado, países como Japão e Coréia do Sul recuaram, na esteira do dia de fortes queda nos Estados Unidos na véspera, com os investidores na expectativa pela reunião do Fed. Já na China, uma recuperação nas perspectivas para vendas de veículos e a alta do petróleo influenciaram positivamente os índices acionários.

Desempenho das bolsas americanas

  • Dow Jones: baixa de 0,79%
  • S&P 500: baixa de 0,54%
  • Nasdaq 100: baixa de 0,02%

Dados atualizados às 13h39

Fechamento das bolsas europeias

  • Stoxx 600 (Europa): baixa de 1,17%
  • FTSE 100 (Inglaterra): baixa de 0,25%
  • DAX (Alemanha): baixa de 0,91%
  • CAC 40 (França): baixa de 1,20%

Fechamento das bolsas asiáticas

  • Xangai Composto (China): alta de 1,02%
  • Shenzhen Composto (China): alta de 0,19%
  • Hang Seng (Hong Kong): permaneceu estável
  • Nikkei (Japão): baixa de 1,32%
  • Kospi (Coréia do Sul): baixa de 0,46%
  • Taiex (Taiwan): baixa de 0,15%
Sobre o autor
Bruna Miato
Repórter na Mais Retorno