Logo Mais Retorno
Conheça o Retorno Prime
IPCA-15
Economia

IPCA-15 sobe 0,69% em março, o menor desde 2020, informa IBGE

Queda no preço da carne ajudou no IPVA-15 mais baixo em março

Data de publicação:24/03/2023 às 14:21 -
Atualizado 2 meses atrás
Compartilhe:

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) subiu 0,69% em março, após ter avançado 0,76% em fevereiro, informou na manhã desta sexta-feira, 24, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

O resultado ficou dentro das estimativas dos analistas do mercado financeiro consultados pelo Projeções Broadcast, que esperavam uma alta de 0,58% a 0,81%, mas um pouco acima da mediana positiva de 0,67%.

inflação
IPCA-15 acumulado em 12 meses cai de 5,63% até fevereiro, para 5,36% em março - Foto: Reprodução

 Com o resultado anunciado nesta sexta-feira, o IPCA-15 registrou um aumento de 2,01% no acumulado do ano. Em 12 meses, a alta foi de 5,36%, ante taxa de 5,63% até fevereiro, de acordo com o IBGE. As projeções, nesse caso, iam de avanço de 5,24% a 5,90%, com mediana de 5,34%.

A alta de 0,69% registrada em março pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15) foi a mais branda para o mês desde 2020, quando houve elevação de 0,02%, segundo os dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No mês de março de 2022, o IPCA-15 tinha subido 0,95%. Em fevereiro de 2023, havia avançado 0,76%.

O resultado de março de 2023 fez a taxa acumulada em 12 meses descer ao menor patamar desde fevereiro de 2021, quando era de 4,57%.

A taxa do IPCA-15 acumulada em 12 meses desacelerou de 5,63%, em fevereiro, para 5,36% em março.

Com o resultado mensal de março de 2023 anunciado nesta sexta-feira pelo IBGE, o IPCA-15 registrou um aumento de 2,01% no acumulado do ano.

Queda no preço da carne

A queda nos preços de proteínas como as carnes e frango voltou a ajudar a desacelerar o ritmo de aumento dos preços de alimentos na passagem de fevereiro para março. O grupo Alimentação e Bebidas passou de uma alta de 0,39% em fevereiro para uma elevação de 0,20% em março, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15) divulgado nesta sexta-feira, 24, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O grupo Alimentação e Bebidas deu uma contribuição de 0,04 ponto porcentual para a taxa de 0,69% do IPCA-15 deste mês.

A alimentação no domicílio subiu 0,02%. Houve quedas de preços na batata-inglesa (-13,14%), tomate (-6,34%), cebola (-12,13%) e óleo de soja (-2,47%).

Quanto às proteínas, as carnes ficaram 0,91% mais baratas, com destaque para a redução no contrafilé (-2,04%). O preço da picanha diminuiu 1,43%.

O preço do frango em pedaços caiu 1,94% e o frango inteiro reduziu 0,02%. Por outro lado, o ovo de galinha aumentou 8,0% em março.

A alimentação fora do domicílio subiu 0,68%. O lanche teve alta de 1,02%, e a refeição fora de casa aumentou 0,50%./ AGENCIA ESTADO

Leia mais:

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!
Mais sobre

Inscreva-se em nossa newsletter