Logo Mais Retorno
Mercado Financeiro

Ibovespa tem alta de 0,89% em fevereiro, dólar cai 2,69%; bitcoin engata bom dia e fecha em alta de 7% nesta sexta-feira

Último dia do mês foi marcado por cautela dos investidores com escalada da guerra entre Rússia e Ucrânia

Data de publicação:25/02/2022 às 19:11 -
Atualizado 3 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

Em tom cauteloso, a Ibovespa deu continuidade à recuperação no último dia de fevereiro. E chegou lá, ampliando a alta, mantida durante toda a tarde, no momento final do pregão.

A B3 encerrou os negócios do dia com valorização de 1,39%, aos 113.141 pontos. Com a alta desta sexta-feira, a B3 fecha a semana praticamente no zero a zero, com alta de 0,23%.

Ibovespa em fevereiro: Bolsa fecha o mês em alta, dólar tem queda; dia é positivo para o bitcoin

O pregão de hoje foi o último do mês de fevereiro, já que a B3 não abrirá as portas na próxima segunda-feira, 28, em virtude do feriado de Carnaval.

Assim, o Ibovespa encerra o mês de fevereiro em alta de 0,89%, acumulando ao longo de 2022 uma valorização de 7,94%. Em 12 meses, o índice avança 0,79%.

Ibovespa no último dia de fevereiro

O mercado financeiro dá sinais de que entrou em compasso de espera, atento a novos desdobramentos no confronto no Leste Europeu, iniciado na quinta-feira com a ação armada russa sobre a Ucrânia.

A atenção dos mercados está dividida entre a movimentação de tropas no solo ucraniano, após chegada à capital Kiev, e aos novos lances fora do campo de batalha. Tanto às negociações diplomáticas, para um cessar-fogo ou retirada de tropas, quanto às novas sanções impostas pelos países da Europa e Estados Unidos contra a Rússia.

Ações do Ibovespa no último dia fevereiro

A valorização de preços de commodities, em linha com as expectativas de analistas, tem beneficiado as companhias exportadoras. A coluna de cinco maiores altas do Ibovespa nesta sexta-feira foi ocupada por empresas dos setores de mineração, siderúrgico e petróleo.

Companhia Siderúrgica Nacional (CSNA3) liderou a alta, com valorização de 6%; Vale (VALE3) subiu 5,27%; BR Petroleum Oleo e Gas (RRRP3) subiu 4,86%; Bradespar (BRAP4), 4,1% e PetroRio (PRIO3), 3,90%.

Câmbio

O dólar manteve a trajetória de alta e fechou o dia com nova valorização de 0,99%, cotado a R$ 5,16. A reação nos dois últimos dias levou o dólar a acumular ligeira valorização de 0,31% na semana.

A moeda americana fechou o mês de fevereiro em queda de 2,70% e alcançou, em alguns dias, a cotação mais baixa em sete meses - movimento que foi interrompido com o início da batalha no Leste europeu.

No ano, o dólar acumula queda de 7,46% e, em 12 meses, a queda é de 6,67%.

Criptomoedas

O mercado de criptomoedas, enfim, teve um bom dia nesta sexta-feira. Puxado pelo bitcoin, o setor demonstrou recuperação, mesmo com o avanço dos conflitos entre Rússia e Ucrânia.

Por volta das 16h, o bitcoin, principal ativo da categoria, estava sendo negociado a R$ 199 mil. O valor representa uma alta de 7% em relação ao mesmo horário desta quinta. Ethereum, Cardano e Solana também registraram ganhos de 6,8%, 5,6% e 3,6%, respectivamente.

Sobre o autor
Renato Jakitas
Editor-chefe do Portal Mais Retorno.