Empresa

A aprovação do mercado à mais nova aquisição de Magazine Luiza, da KaBuM, site focado nas categorias de informática, games e tecnologia, anunciada nesta quinta-feira, ficou retratada pela forte alta dos seus papeis em pregão. Pela manhã, o papel chegou a subir mais de 6%, e transitou por todo o dia com valorizações expressivas, acima de 4%. Especialistas em varejo, comentam a operação que envolveu R$ 3,5 bilhões.

“Foi um golaço”, disse Davi Khattar, analista do Fundo Atlas One. Pelo aspecto puramente financeiro, ele ressalta que a KaBuM não foi tão cara, porque vem apresentando resultados consistentes, receita de R$ 3,4 bilhões nos últimos 12 meses, com lucro líquido de R$ 312 milhões, com um crescimento de 128% em 2020 em relação ao ano anterior, e mais um avanço de 62% em 2021, até maio. “A empresa custou 1.1 da sua receita anual e 12.4 vezes do seu lucro” calcula ele.

Kabum será favorecida pela logística da Magalu na agilização das entregas

Além do bom negócio financeiro, Khattar destaca também as fortes sinergias decorrentes da operação. A Magalu reforça seu e-commerce, complementando um ciclo no mesmo nicho de Jovem Nerd e CanalTech, igualmente adquiridas pela varejista.

Já a KaBuM chega com um universo de 2 milhões de clientes ativos e com alta frequência de compra e será beneficiada pela plataforma de logística da Magalu, agilizando todo o processo de entrega. Além disso, o volume de compras por boleto, que é expressivo na KaBuM, poderá ser facilmente assimilado pela estrutura de pagamentos do Magazine Luiza

“A Magalu tem sido muito disciplinada em seu processo de alocação de capital na busca da consolidação de grandes plaraformas de e-commerce”, diz Khattar.

Games é negócio interessante para a Magalu

Para Gustavo Cruz, estrategista da RB Investimentos, "ir na direção dos games é algo interessante para o Magazine Luiza, assim como foi na época o Jovem Nerd, só que agora numa proporção bem maior com todos os valores que foram envolvidos".

Ele explica que o mundo de games global está em cerca de US$ 170 bilhões de dólares pelos dados de 2020, e provavelmente vai crescer para mais de US$ 300 bilhões nos próximos cinco anos. "É um mercado que demanda atenção. A gente fala muito de conteúdo digital e cinema, mas o mercado de games acaba até superando em termos de valor que é girado em torno dele".

"Gostei sim", diz Cruz, "mais uma aquisição do Magalu, mais de 20 aquisições em dois anos, para fazer seu super app, para crescer em setores que não domina tanto, onde não é tão representativo. É uma disputa que vai continuar aquecida com os outros grandes no e-commerce, que está longe do fim".

Oferta de produtos e serviços no superapp

"O plano de estratégia do Magazine Luiza é virar um super app, com diversas categorias e ser especialista nessas categorias e não só comercializar, mas ter serviço também", contextualiza Hugo Queiroz, diretor do TC Matrix, braço da plataforma para análise de dados. "Então, ela tem feito todas as suas decisões e investimentos direcionado para atingir esse objetivo".

O diretor relata que as recentes aquisições nas áreas de logística, de tecnologia, e de segmentos diferentes estão todas nessa mesma direção. "Como ela vem entregando esse crescimento e vem aparecendo nos números, o mercado gosta e antecipa, por isso os múltiplos são mais caros e faz sentido que ela continue executando isso".

Aquisição reforça universo jovem e geek

Em fato relevante, a Magazine Luiza explica que a nova empresa que entra para o portfólio da varejista – entre 2020 e 2021, o Magazine Luiza adquiriu mais de 20 startups – vai fortalecer a presença da varejista no universo jovem e geek. Recentemente, a varejista comprou o site Jovem Nerd e o CanalTech.

“Com a aquisição, o Magalu reforça o pilar estratégico de novas categorias, com um sortimento extremamente complementar ao atual e com enorme potencial de crescimento”, aponta a companhia.

A varejista destaca que, após a conclusão do negócio, ambas as empresas poderão aproveitar uma série de oportunidades. Os produtos do KaBuM! serão oferecidos no superapp do Magalu, assim como diversos itens do Magalu, como smartphones e TVs farão parte do sortimento de opções oferecidas pelo site de games.

Fundado em 2003, o KaBuM! foi um dos pioneiros no comércio eletrônico brasileiro e hoje se destaca no mundo da tecnologia e games, oferecendo aos seus mais de 2 milhões de clientes ativos os maiores lançamentos no mercado mundial.

Além do pagamento à vista de R$ 1,0 bilhão e 75 milhões de ações, companhia pode emitir mais 50 milhões de ações aos acionistas do KaBuM! em janeiro de 2024, caso atinja algumas metas.

Imagem do autor

Editora do Portal Mais Retorno.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Visualizar Comentários

Empresa
Empresa
Empresa
Empresa
Veja mais Ver mais