Finanças Pessoais

O Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço na reunião desta terça-feira, dia 17, definiu distribuir R$ 8,1 bilhões dos lucros do FGTS aos trabalhadores. O montante representa 96% dos lucros totais R$ 8,467 bilhões, gerados a partir de operações com os recursos ao longo de 2020.

O governo parece ter decidido aumentar a fatia dos trabalhadores, de modo a proporcionar uma correção total capaz de repor as perdas para a inflação. Enquanto a inflação do ano passou ficou em 4,52%, a correção total do FGTS ficou em 4,92%, 3% de rendimento mais 1,92% de lucros.

Correção do fundo é de 3% ao ano mais parcela dos lucros

Por lei, o crédito tem de ser feito até o 31 de agosto a quem tinha saldo na conta vinculada no dia 31 de dezembro de 2020. E a distribuição é feita proporcionalmente ao total desse saldo: quanto mais alto, maior a parcela do lucro.

Uma vez feito o depósito, os recursos passam a integrar o saldo da conta vinculada do FGTS. Mas os saques poderão ser feitos em condições previstas pela legislação, entre as principais estão demissão sem justa causa, aposentadoria, doença grave e invalidez permanente, ou compra da casa própria.

Somente o trabalhador que fez a opção pelo saque-aniversário do FGTS terá condições de fazer a retirada imediata desse dinheiro. Por essa condição é possível sacar todos os anos os recursos da conta vinculada, que terá, então, incorporado também esse lucro.

Como o FGTS é corrigido

O dinheiro tem correção garantida de 3% ao ano mais a variação da TR, com os juros baixos levaram a TR a zero, as contas recebem no dia 10 de cada mês os 0,25% de juros. E a cada ano, desde 2017, o saldo passou a receber também, o crédito dos lucros, sempre no mês de agosto.

No ano passado, o lucro total foi de R$ 11,3 bilhões e o repasse foi de R$ 7,49 bilhões ao trabalhador, o que resultou em um crédito de 1,9% sobre o saldo de cada conta, mais os 3% de correção. Assim, o rendimento total do FGTS foi de 4,9%, em 2020.

Confira o seu crédito

O crédito é feito diretamente na conta de cada trabalhador, pela Caixa Econômica Federal, sem a necessidade de qualquer solicitação.

E para conferir, tanto o saldo como todos os depósitos realizados, baixe o aplicativo do FGTS, disponível para celular e outros dispositivos móveis com sistema operacional Android e iOs e também pelo Internet Banking Caixa. Clique na opção “Cadastrar”, em seguida, informe os dados que são solicitados e, por último, confirme o cadastro.

O valor do lucro creditado virá especificado como “Cred.Dist.resultado ano-base 12/2020”.

Imagem do autor

Editora do Portal Mais Retorno.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais