Logo Mais Retorno
dólar
Mercado Financeiro

Dólar lidera ranking dos investimentos em setembro; Bolsa engata terceiro mês de alta

Ibovespa consegue valorização residual de 0,47%, após alta de 2,2% no último dia do mês

Data de publicação:30/09/2022 às 20:11 -
Atualizado 2 meses atrás
Compartilhe:

O dólar voltou ao topo do ranking de investimentos em setembro. Com valorização de 3,71%, foi o investimento que mais rendeu no mês.

A Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, que liderou em agosto, desacelerou. O Ibovespa veio com sinal negativo, com queda acumulada de 1,70% até o penúltimo pregão, mas virou. Subiu 2,20% no último dia do mês e inverteu a perda para uma alta residual de 0,47%.

dólar
Ativos re renda variável fecham à frente dos de renda fixa - Foto: Reprodução

Ativo de renda variável, como as ações, o dólar fechou o mês à frente das aplicações de renda fixa, títulos e fundos, que continuam performando bem nas posições intermediárias do ranking.

É uma classe com ativos de rentabilidades bastante parecidas, indexadas ao CDI, taxa que anda no mesmo passo da Selic. É um rendimento nominal que passou a rodar acima de 1% ao mês e é beneficiado ainda pela forte desaceleração da inflação – que mergulhou na zona da deflação

Esse movimento de preços, no entanto, não beneficia toda as opções de renda fixa. Ele impacta direta e negativamente o retorno de aplicações indexadas ao IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). Como os fundos de investimento e títulos indexados à inflação.

O mergulho da inflação encolhe a correção monetária, que fica menor, e achata o rendimento nominal. Quando não o torna negativo, em alguns casos, neutralizando o ganho real da aplicação.

Incerteza global na renda variável

A valorização do dólar e a apatia da bolsa de valores refletem o aumento de aversão ao risco por parte dos investidores, um sentimento que se acentuou agravado pelo cenário de incertezas globais. Ainda que os fatores de insegurança que o acirram não sejam propriamente novos.

Um deles está associado às expectativas de elevação dos juros pelo mundo, especialmente nos Estados Unidos. Juros altos combatem a inflação, que se dissemina em escala global, mas servem como freio também à dinâmica do crescimento econômico. Com ameaça até de recessão nas principais economias, como temem economistas e analistas.

Outro fator de preocupação, que atiça o dólar e deprime a bolsa de valores, foi a ameaça feita pelo presidente russo, Vladimir Putin, de uso de armas nucleares táticas em algumas regiões em conflito na Ucrânia. O aumento da tensão geopolítica global levou o investidor a vender ações e buscar proteção no dólar. 

Deflação na renda fixa

O segmento de renda fixa caminha embalado pelo cenário de inflação e juros. Com ventos favoráveis vindo dos dois lados.

A economia caminha para o terceiro mês de deflação ou inflação negativa. É o que sinaliza o IPCA-15, considerado indicador prévio de inflação, que veio com variação negativa de 0,37% na medição de setembro. A deflação prevista para o IPCA é pouco menor, está estimada em 0,32%.

A deflação é apenas um dos componentes positivos dessa equação que favorece a renda fixa. O outro é a Selic, que foi mantida em 13,75% ao ano na última reunião do Copom (Comitê de Política Monetária) e deve permanecer nesse patamar elevado durante bom tempo. Pelo menos até o fim do primeiro semestre de 2023, apostam especialistas.

Ranking das aplicações em setembro

Mês fechado, é hora de ver quanto renderam as aplicações financeiras em setembro e apurar ganhos ou perdas no mês. Os dados são de cálculo do administrador de investimentos Fábio Colombo.

Aplicação/indicadorRendimento/variação
1 - Dolar 3,71%
2 - Euro 1,16%
3 - Fundos de renda fixa 1,03 a 1,23%
4 - Fundos DI 1,01 a 1,21%
5 - CDBs 0,96 a 1,16%
6 - Poupança 0,68%
7 - Ouro 0,53%
8 - Fundos Imobiliários (Ifix) 0,49%
9 - Ibovespa 0,47%
10 - Títulos IPCA** 0,16 a 0,26%
11 - IPCA***-0,32%
12 - IGPM-0,95%
13 - Bitcoin ****-2,57%
Fonte: Fabio Colombo

 Obs.:

*média

**indicativo

***estimativa

**** Dado do site Investing.com

Sobre o autor
Tom Morooka
Colaborador do Portal Mais Retorno.

Inscreva-se em nossa newsletter

,