Renda Variável

Divulgados no início de 2021, os resultados da Tesla [4T20] reforçam a tendência de crescimento da empresa que é especialista na construção de veículos elétricos, tendo se tornado em 2020 uma das companhias com maior valor de mercado no mundo.

Apesar da crise instaurada pela pandemia do novo coronavírus, a montadora apresentou resultado histórico, tendo em vista que ultrapassou pela primeira vez a marca de US$ 31,5 bilhões de lucro, o equivalente a R$ 169,5 bilhões em vendas.

Vale lembrar que embora o fechamento da fábrica da Tesla nos EUA tenha impactado temporariamente a produção de veículos, a empresa reportou lucro em todos os trimestres de 2020, o que levou ao crescimento de 700% no mercado de ações.

Continue a leitura e saiba um pouco mais sobre a companhia comandada pelo multibilionário Elon Musk.

Quem é Tesla?

A Tesla é uma montadora de veículos elétricos norte-americana com base em São Francisco, Califórnia. Além da produção de modelos de alto desempenho focados no uso de energia limpa, a companhia também lidera outros projetos sustentáveis como a produção de painéis solares e componentes elétricos, como baterias de lítio-íon de uso industrial.

Entre os principais carros fabricados pela empresa, destacam-se os modelos esportivos (roadster), sedãs esportivos, como o Model S e os SUVs, como o Tesla Model X. Além dos veículos de passeio, em 2017 a empresa apresentou o seu primeiro modelo de transporte de carga pesada, o Caminhão Semi.

Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, a companhia não foi fundada pelo empresário Elon Musk, muito embora a marca testa esteja diretamente associada à sua figura. Na verdade, os criadores da Tesla Motors foram Martin Eberhard e Marc Tarpenning que, em meados de 2003, financiaram os projetos desafiadores da companhia.

Apenas em 2004, Elon Musk que havia acabado de deixar o PayPal, passou a investir na produção dos modelos Series A, tornando-se posteriormente o principal acionista da companhia.

Gestão Administrativa

Antes de verificar mais detalhes sobre os resultados apresentados pela Tesla no quarto trimestre de 2020, conheceremos, a seguir, um pouco mais sobre os detalhes da gestão da companhia. Afinal, é por meio da administração que se busca alcançar as metas e demais objetivos traçados por qualquer organização.

Com aproximadamente 500 mil metros quadrados, a fábrica de produção dos carros da Tesla em Fremont, na Califórnia — antiga área da General Motors (1962 a 1982) — abriga também mais de 10 mil funcionários. Ao todo, a empresa conta atualmente com mais de 50 mil postos de trabalho distribuídos entre todas as suas unidades produtivas e escritórios.

Em razão dos elevados padrões dos funcionários, executivos e diretores da Tesla, o seu Conselho de Administração. Entre suas principais atribuições, destacam-se a supervisão e gestão dos negócios da companhia, além de estabelecer e cumprir diretrizes estabelecidas para atender o melhor interesse da Tesla Inc.

Confira, a seguir, a relação dos atuais membros efetivos do Conselho de Administração da Tesla:

Resultados da Tesla em 4T20

De modo geral, os números de uma companhia são extremamente valiosos para o mercado, especialmente em relação aos investidores. Nesse sentido, seu faturamento total teve um crescimento total de 46% no 4T20, totalizando um ganho de US$ 10,744 bilhões.

Segundo a montadora, sua margem operacional foi de 5,4% dentro do período, graças ao aumento nas entregas e ao crescimento de outros setores da empresa.

Em relação ao terceiro trimestre de 2020, o Ebitda (Lucros antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização) ajustado também apresentou uma evolução significativa, já que passou de US$ 1,807 para US$ 1,850 bilhão.

Operacional

No setor operacional, a Tesla também surpreendeu nos números finais de 2020. De acordo com o acumulado geral do período, a montadora produziu e entregou quase meio milhão de veículos, um número pouco inferior em relação às estimativas apresentadas pela empresa sobre o seu próprio crescimento, tendo em vista projeções futuras no mercado.

Financeiro

Já em relação aos resultados financeiros, a companhia obteve um crescimento de 36% em comparação ao ano de 2019, muito em função do impulsionamento de vendas provocados pela crise de Covid-19, tendo em vista que a maioria das fabricantes de veículos no mundo tiveram fábricas fechadas e, consequentemente, reportaram queda no número de entrega de veículos.

Como investir?

Tendo em vista os fantásticos números da Tesla, é natural que muitas pessoas se interessem por fazer aportes na empresa. Por se tratar de uma companhia listada apenas na bolsa de valores norte-americana, a NASDAQ, o primeiro passo para comprar papéis da empresa é abrindo uma conta em uma  corretora internacional, ou por meio da compra de BDRs (Brazilian Depositary Receipts).

Em termos práticos, os BDRs nada mais são do que certificados de depósitos de valores imobiliários criados por instituições depositárias para a compra de ações, na maioria das vezes, emitidos por companhias estrangeiras. Sendo assim, os ativos se tornam lastros para os certificados, por sua vez negociados no mercado brasileiro.

Vale lembrar, porém, que neste caso, o investidor não está adquirindo diretamente as ações da Tesla. Contudo, se tratam de ativos que estão diretamente associados ao desempenho dos papéis na bolsa de valores. Portanto, basta abrir uma conta em uma corretora de valores e fazer aportes nos BDRs da Tesla através do ticker TSLA34.

Vale ou não a pena investir?

De acordo com o que vimos nas informações acima, a Tesla possui resultados que demonstram um crescimento sólido e uma boa perspectiva para o futuro, entretanto é preciso avaliar seu perfil de investidor e objetivos para entender se é ou não o melhor momento para investir.

É fundamental estar atento ao desempenho nos próximos meses, tendo em vista que, em se tratando de um ativo de renda variável, não é possível prever a rentabilidade futura. Sendo assim, é muito importante acompanhar os resultados divulgados periodicamente, bem como inteirar-se sobre as notícias que acabam impactando direta ou indiretamente no valor de mercado da Tesla.

Imagem do autor

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Visualizar Comentários

Economia
Renda Variável
Renda Variável
Renda Variável
Veja mais Ver mais