Logo Mais Retorno
Federal Reserve
Economia

Dirigente diz que é evidente que Fed precisa elevar juros ‘

Juros americanos podem subir além dos 3,5% ao ano e ficar elevados por um bom tempo

Data de publicação:30/08/2022 às 16:24 -
Atualizado um ano atrás
Compartilhe:

Presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) de Nova York, John Williams disse nesta terça-feira, 30, ser "evidente" que o banco central norte-americano precisa elevar os juros básicos "bem mais" até o fim do ano.

Em sessão de perguntas e respostas ao Wall Street Journal, o dirigente afirmou ser necessário atingir o território de política restritiva para controlar a demanda, o que ainda não aconteceu nos Estados Unidos.

Fed
Foto: Envato

Com poder de voto nas decisões monetárias, Williams disse que provavelmente os juros precisarão ficar "um pouco acima" da marca de 3,5%.

Ele notou que a taxa real de juros terá de estar acima de zero para que seja possível levar a demanda de volta ao equilíbrio com a oferta. "Estou bastante focado em dados ligados à inflação e pressões inflacionárias", disse. "Minha esperança é também que gargalos de oferta tenham algum alívio no ano que vem".

Para Williams, a leitura mais recente de inflação foi encorajadora, mas ainda está em um nível muito alto. "De modo geral, o cenário atual está bem parecido com o de julho."

Para o Fed, como ficarão os juros em 2023

O dirigente do Fed previu ainda que os juros básicos nos Estados Unidos ainda devem ser elevados em 2023. "Acredito que teremos que aumentar as taxas e segurá-las ao longo do próximo ano", afirmou.

Questionado sobre a possibilidade de corte de juros no ano que vem, Williams disse que dependerá de dados, mas que vê "necessidade de manter os juros ali elevados por algum tempo".

Sobre o trade off entre controlar a inflação e seu reflexo sobre o crescimento econômico, o dirigente disse que as escolhas relacionadas são mais difíceis no curto prazo, mas não necessariamente no longo./Agência Estado

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

® Mais Retorno. Todos os direitos reservados.

O portal maisretorno.com (o "Portal") é de propriedade da MR Educação & Tecnologia Ltda. (CNPJ/MF nº 28.373.825/0001-70) ("Mais Retorno"). As informações disponibilizadas na ferramenta de fundos da Mais Retorno não configuram um relatório de análise ou qualquer tipo de recomendação e foram obtidas a partir de fontes públicas como a CVM. Rentabilidade passada não representa garantia de resultados futuros e apesar do cuidado na coleta e manuseio das informações, elas não foram conferidas individualmente. As informações são enviadas pelos próprios gestores aos órgãos reguladores e podem haver divergências pontuais e atraso em determinadas atualizações. Alguns cálculos e bases de dados podem não ser perfeitamente aplicáveis a cenários reais, seja por simplificações, arredondamentos ou aproximações, seja por não aplicação de todas as variáveis envolvidas no investimento real como todos os custos, timming e disponibilidade do investimento em diferentes janelas temporais. A Mais Retorno, seus sócios, administradores, representantes legais e funcionários não garantem sua exatidão, atualização, precisão, adequação, integridade ou veracidade, tampouco se responsabilizam pela publicação acidental de dados incorretos.
É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos, ilustrações ou qualquer outro conteúdo deste site por qualquer meio sem a prévia autorização de seu autor/criador ou do administrador, conforme LEI Nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.
® Mais Retorno / Todos os direitos reservados