Renda Fixa

Debêntures incentivadas: confira 5 indicações para dezembro

Setores escolhidos foram de utilities, saneamento, energia elétrica, telecomunicações e agricola

Data de publicação:13/12/2021 às 14:59 - Atualizado um mês atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

As debêntures incentivadas têm se apresentado como uma opção na renda fixa bem competitiva, especialmente nessa fase em que os juros estiveram em suas mínimas históricas. São papéis de crédito, emitidos para financiar projetos de infraestrutura, e os incentivados são livres de imposto de renda

Geralmente, as debêntures chegam ao investidor pessoa física pela oferta de bancos e corretoras ou fundos de investimentos. Desde outubro, a Ativa Investimentos lançou uma plataforma para comercialização de debêntures incentivadas com o objetivo de facilitar o acesso dos investidores pessoa física a esse tipo de produto.

debêntures incentivadas
Papéis são usados para financiar obras de infraestrutura

A plataforma conta com mais de 130 debêntures disponíveis, e oferecer serviço gratuito. Um dos principais diferenciais dessa nova plataforma é permitir que os investidores tenham acesso a preços de compra e venda mais próximos dos negociados no mercado institucional.

Debêntures incentivadas selecionadas

A Ativa fez uma seleção de cinco debêntures incentivadas para dezembro, considerando quatro setores de infraestrutura. A maioria no setor de utilities, saneamento básico e energia elétrica, e os demais nos setores de telecomunicações e agrícola.

Os gestores esclarecem que desses segmentos, 70% são muito regulados, por isso, trazem maior previsibilidade de receitas e margens, além de fluxos de caixa mais resilientes. Até mesmo o setor de telecomunicações, menos regulado, apresenta demanda e geração de caixa mais previsíveis.

Atualmente, no mercado, a maioria dos ativos com preços atrativos estão em emissores ligados a energia elétrica, afirma Bruno Brostoline, analista de crédito privado da Ativa Investimentos?que assina a carteira.

"Procuramos diversificar adicionando um 4º segmento, o agrícola com a QUAT12, um ativo com vencimento curto (4 anos), mas que negocia em taxas elevadas e o perfil de crédito de seu emissor tem aprimorado a cada trimestre”. Segundo ele, “o mercado já não está negociando nos mesmos níveis elevados como antes e novamente preferimos alocar a maior parte da carteira nas elétricas, ECHP11 e TOME12, que estão com os níveis de risco e retorno mais atrativos", explica Brostoline.

Para dezembro, o percentual de exposição a cada debênture foi ajustado período do  do portfólio se aproximar de 4,50 anos, com a faixa de vencimentos variando de 3 a 12 anos.

O benchmark é a IMA-B geral, o índice que mais se aproxima das características de prazo, duration e indexador da carteira. O risco pode ser analisado pelos ratings de cada um dos ativos, todos são de investment grade, sendo 30% de grau elevado (AAA até AA-) e os demais de grau médio elevado (A+ e A), com conceituados perfis de crédito.

Critérios de escolha

O analista conta que a carteira foi desenhada em parceria com o mercado, sempre contendo cinco debêntures incentivadas com boa liquidez (ao menos três participantes institucionais do mercado operando o papel), emissores com bom perfil de crédito e taxas de rentabilidade atrativas. A mudança na carteira será feita sempre que houver novas oportunidades em outros ativos.

A carteira de debêntures incentivadas foi criada com o objetivo de levar as melhores opções de ativos de renda fixa privada e isentos de imposto de renda. "A Ativa Investimentos disponibiliza uma análise acurada dos melhores títulos de debêntures disponíveis no mercado, ponderando os ativos disponíveis com melhor risco retorno para seus investimentos", afirma Bruno Reis, Head da mesa de crédito privado da Ativa Investimentos. Para ele, ter debêntures no portfólio faz parte de uma boa estratégia de investimentos.

"Títulos de renda fixa são essenciais na carteira de qualquer investidor, principalmente para aqueles que não abrem mão de segurança e rentabilidade. Nesse sentido, as debêntures são uma ótima opção, já que são produtos acessíveis, com liquidez, atrelados à inflação e que contam com isenção de imposto de renda sobre seus rendimentos"

Bruno Reis - Ativa

As debêntures são isentas de IR porque são títulos de dívidas emitidos por companhias que financiam projetos de infraestrutura, e o fato de serem atreladas à inflação protege a carteira do investidor contra momentos de inflação mais elevada.

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!
Câmbio Fixo

Câmbio Fixo

O que é o câmbio fixo? Câmbio fixo é o nome dado ao regime cambial adotado pelos países que, utilizando uma moeda estrangeira como referência, mantêm...

  CONTINUAR LENDO