Logo Mais Retorno
Empresa

CSN: lucro líquido no terceiro trimestre sobe 5% e contabiliza R$ 1,325 bilhões

Ebitda ajustado atingiu R$ 4,296 bilhões no terceiro trimestre, avanço de 23% ante o mesmo período de 2020

Data de publicação:04/11/2021 às 08:53 -
Atualizado 9 meses atrás
Compartilhe:

O lucro líquido da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) no terceiro trimestre deste ano chegou a R$ 1,325 bilhão, um aumento de 5% na comparação com o mesmo período de 2020.

Em relação ao segundo trimestre, houve uma queda de 76% em razão da piora do desempenho operacional, especialmente no segmento de mineração, além do impacto das despesas financeiras e da maior provisão para imposto de renda no período, resultado de diferenças temporárias.

Foto: Arquivo
CSN

"Por sua vez, o lucro líquido acumulado do ano atingiu R$ 12,5 bilhões frente a um lucro líquido de apenas R$ 396 milhões registrado no mesmo período de 2020, o que atesta o excelente desempenho registrado ao longo de 2021", diz a CSN em seu relatório de resultados.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado atingiu R$ 4,296 bilhões no terceiro trimestre, um avanço de 23% ante o mesmo período de 2020, mas na comparação com o segundo trimestre deste ano foi registrada queda de 47%.

Já a receita líquida ficou em R$ 10,246 bilhões no terceiro trimestre, aumento de 18% em relação ao mesmo período do ano passado e uma queda de 33% na comparação com o trimestre imediatamente anterior.

Em seu relatório, a companhia diz que houve uma sólida eficiência operacional mesmo com aumento da instabilidade nos mercados internacionais.

"Diversificação dos negócios operados pela CSN e manutenção de um ambiente favorável para os segmentos de siderurgia e cimentos ajudou a compensar a pressão do resultado da mineração", diz a empresa.

Dívida líquida

A dívida líquida ajustada da CSN encerrou setembro deste ano em R$ 14,775 bilhões, um aumento de 123% ante os R$ 13,228 bilhões registrados no fim de junho. A CSN diz que, apesar da alta, a dívida líquida consolidada continua abaixo do guidance esperado para o final do ano.

No período, a dívida líquida apresentou aumento de R$ 1,5 bi em relação ao exercício anterior, como consequência da redução do caixa com os desembolsos para os pagamentos do bond perpétuo, dos dividendos e da aquisição da Elizabeth Cimentos.

A alavancagem, medida pela relação dívida líquida/Ebitda, terminou o terceiro trimestre em 0,64 ante 0,60x no segundo trimestre. Segundo a empresa, a alavancagem também está em um patamar abaixo da meta estabelecida para 2021. / com Agência Estado

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!