Logo Mais Retorno
Renda Variável

Conheça os ETFs que estrearam na B3 em outubro e novembro, mesmo com a fraqueza do mercado

Produto é indicado para a diversificação de carteiras

Data de publicação:17/11/2021 às 07:00 -
Atualizado 7 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

Outubro foi um mês difícil para a Bolsa de Valores e novembro também não tem sido nada fácil pela constante volatilidade. Mesmo assim, houve lançamento de ETFs.

Reflexo de um cenário macroeconômico que dá sinais de deterioração e as perspectivas de um risco fiscal crescente que afetam o mercado. No entanto, neste um mês e meio, a B3 contou com a estreia de sete ETFs (fundos de índice, na tradução) que oferecem opções inéditas para o investidor que busca diversificar o portfólio.

Foto: Reprodução etfs
Foto: Reprodução

Das opções das gigantes em tecnologia, às empresas que seguem os critérios ESG, passando pelas small caps, nheça os ETFs que estrearam na B3 entre outubro e novembro.

Conheça os ETFs mais recentes da B3

Novembro

  • ESGU11

Nome: TREND ETF MSCI USA ESG FDO DE INV DE ÍNDICE – IE

Data de estreia na Bolsa: 16/11/2021

Com taxa de administração de 0,30% ao ano e cotas de valor mínimo de R$ 10, o ESGU11 é um de três ETFs que a XP Investimentos lançou na última terça-feira com o objetivo de acompanhar empresas sustentáveis, com boas práticas ESG. Esse fundo de índice replica o MSCI USA Extended ESG Focus Index (ESG-U) e reúne 330 ativos listados nas bolsas de valores dos Estados Unidos, como as gigantes da tecnologia norte-americanas Google e Amazon. 

  • ESGE11

Nome: TREND ETF MSCI EMERGING MARKETS ESG FDO INV IND IE

Data de estreia na Bolsa: 16/11/2021

Também focado em empresas com boas práticas ESG, o ESGE11, da XP Investimentos, tem em sua carteira teórica 456 ativos de países da Europa, Ásia e Oceania considerados desenvolvidos, como Dinamarca, Hong Kong e Austrália, entre outros.

O ETF tem taxa de administração de 0,30% ao ano, pode ser negociado a partir de R$ 10 e replica o índice MSCI EAFE Index.

  • ESGD11

Nome: TREND ETF MSCI EAFE ESG FDO INV INDICE – IE

Data de estreia na Bolsa: 16/11/2021

O último dos mais recentes lançamentos da XP Investimentos, o ESGD11 é um fundo de índice que acompanha 344 ativos de empresas consideradas relevantes nas práticas ESG em países emergentes, como Brasil, Argentina, Chile, África do Sul, China e Emirados Árabes Unidos, por exemplo. O ativo replica o índice MSCI Emerging Markets Extented ESG Focus Index (ESG-E).

Assim como o ESGE11 e o ESGU11, esse ETF conta com cotas a partir de R$ 10 e tem taxa de administração de 0,30% ao ano.

  • TRIG11

Nome: ETF TRÍGONO TEVA AÇÕES M CAP/SMALL CAP FDO ÍNDICE

Data de estreia na Bolsa: 12/11/2021

Gerido pela Trígono Capital, o TRIG11 é o primeiro ETF brasileiro focado em ações small caps e microcaps, acompanhando 91 ativos de 16 setores diferentes. O fundo de índice, que tem como benchmark o Teva Indices Ações Micro Caps, tem em sua carteira teórica empresas como Burger King, Marisa e Espaço Laser, por exemplo.

O produto apresenta taxa de administração de 0,60% ao ano.

Outubro

  • ALUG11

Nome: INVESTO ETF MSCI REAL ESTATE ETF FDO INDICE IE

Data de estreia na Bolsa: 29/10/2021

O ALUG11 é o primeiro ETF do Brasil atrelado a um índice composto por REIT (Real Estate Investment Trust), um investimento originário dos Estados Unidos que se assemelha aos tradicionais Fundos Imobiliários. No entanto, diferentemente destes fundos amplamente conhecidos pelo mundo, os REITs são ações negociadas em bolsa de empresas americanas que investem no mercado imobiliário.

O ativo lançado pela gestora Investo tem uma taxa de administração de 0,60% ao ano e é atrelado ao índice MSCI US IMI Real Estate 25/50 Index, que é composto por mais de 170 REITs.

  • WRLD11

Nome: INVESTO FTSE Global Equities ETF FDO INDICE IE

Data de estreia na Bolsa: 20/10/2021

Também da gestora Investo, o WRLD11 é considerado o ETF "mais global" da Bolsa brasileira. O fundo de índice acompanha o índice FTSE Global All Cap e replica o ETF Vanguard Total World Stock, que é listado na bolsa de Nova York e é composto por mais de nove mil companhias de todo o mundo - de diferentes setores, tamanhos e provenientes tanto de países desenvolvidos quanto de emergentes.

A taxa de administração do WRLD11 é de 0,38% ao ano e, de acordo com a Investo, o investidor que optar pelo produto estará exposto ao crescimento da economia global em moedas de diversos países.

  • TECB11

Nome: Índice de Ações Tech Brasil ETF Fundo de Índice

Data de estreia na Bolsa: 04/10/2021

O TECB11 é mais um dos ETFs que acompanham empresas do setor de tecnologia. No entanto, esse produto da gestora Magnetis tem um ponto que o torna exclusivo: as empresas de tecnologia que ele acompanha são brasileiras ou aquelas com uma atuação forte no País, como Magazine Luiza, Inter e Locaweb.

O fundo de índice replica o Índice de Ações Tech Brasil, da Teva Índices, conta com uma taxa de administração de 0,60% ao ano e o investidor pode investir a partir de R$ 10.

Sobre o autor
Bruna Miato
Repórter na Mais Retorno