Logo Mais Retorno
termos

ETF

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:18/07/2019 às 17:40 -
Atualizado 2 anos atrás
Compartilhe:

O que é ETF?

ETF é a sigla para a expressão em inglês Exchange Traded Funds, que, em tradução literal para o português, seria algo como “Fundos Negociados em Bolsa”.

Basicamente, os ETF funcionam como um grupo diversificado de ativos que são negociados como ações em uma bolsa de valores. Tendo como referência um índice da bolsa, os ETF atingem rendimentos iguais ou superiores aos dos índices de referência.

Esse tipo de investimento reúne vários investidores que fazem aplicações em diferentes ativos. A administração dos investimentos em ETF é realizado por um gestor especializado. Esse agente acompanha diariamente o mercado de ações e realiza as negociações de compra e venda buscando sempre os melhores rendimentos.

O conjunto do patrimônio que compõe os ETF que é negociado na bolsa de valores é dividido em cotas de forma igualitária, o que faz com que o seu preço varie de acordo com os preços das ações que o compõe.

Como investir em EFT?

Para investir em EFT no Brasil, o investidor precisa ter conta em uma corretora e comprá-los na B3, utilizando-se de um home broker. Para quem tem familiaridade com compra e venda de ações, saiba que o processo para a aquisição é o mesmo. A liquidação ocorre no mesmo prazo das ações — três dias úteis após o dia de negociação. A venda também segue a mesma proposta.

Qual a diferença dos ETF para fundos e ações?

Os ETF combinam características tanto dos fundos como das ações. Assim como nos fundos, ao comprar ETF você está adquirindo um conjunto de ações ou títulos, o que permite maior diversificação e acesso à ativos especiais por um preço mais acessível. E, assim como nas ações, os ETF podem ser negociados diariamente no mercado de valores mobiliários.

Quais são as vantagens de investir em ETF?

O custo mais acessível e a praticidade da diversificação em um grupo conciso de ativos são as principais vantagens de se investir em ETF.

Além disso, fundos de investimento tradicionais operam com taxas de administração que variam em uma média de 2% a 3%, enquanto os ETF operam com taxas que variam em torno de 0,3% a 0,6%.

Entre outras vantagens podemos também citar:

  • Flexibilidade em criar estratégias para obter melhores rendimentos;

  • Custo benefício, por operar com taxas menores de administração;

  • Transparência, pois os ETF mostram os valores de cada título no fundo;

  • Liquidez, pela facilidade de negociação desse tipo de ativo;

  • Acesso a mercados internacionais;

  • Riscos reduzidos.

Quando é recomendável investir em ETF?

Por ter exposição indireta e gestão passiva, comparado ao investimento direto no mercado de ações, os ETF mostram-se como uma boa opção para investidores iniciantes e para aqueles que não querem se expor a grandes riscos.

Além disso, esse tipo de investimentos é uma ótima forma de diversificar a sua carteira de investimentos por possuir em um título diversos papéis de diferentes segmentos.

Portanto, os ETF são mais recomendados para investidores que prezam pela moderação sem abrir mão de investimentos mais arrojados.

Aproveite para acessar nosso outro texto completo sobre ETF, clicando aqui.

 
 
Sobre o autor
Autor da Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

® Mais Retorno. Todos os direitos reservados.

O portal maisretorno.com (o "Portal") é de propriedade da MR Educação & Tecnologia Ltda. (CNPJ/MF nº 28.373.825/0001-70) ("Mais Retorno"). As informações disponibilizadas na ferramenta de fundos da Mais Retorno não configuram um relatório de análise ou qualquer tipo de recomendação e foram obtidas a partir de fontes públicas como a CVM. Rentabilidade passada não representa garantia de resultados futuros e apesar do cuidado na coleta e manuseio das informações, elas não foram conferidas individualmente. As informações são enviadas pelos próprios gestores aos órgãos reguladores e podem haver divergências pontuais e atraso em determinadas atualizações. Alguns cálculos e bases de dados podem não ser perfeitamente aplicáveis a cenários reais, seja por simplificações, arredondamentos ou aproximações, seja por não aplicação de todas as variáveis envolvidas no investimento real como todos os custos, timming e disponibilidade do investimento em diferentes janelas temporais. A Mais Retorno, seus sócios, administradores, representantes legais e funcionários não garantem sua exatidão, atualização, precisão, adequação, integridade ou veracidade, tampouco se responsabilizam pela publicação acidental de dados incorretos.
É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos, ilustrações ou qualquer outro conteúdo deste site por qualquer meio sem a prévia autorização de seu autor/criador ou do administrador, conforme LEI Nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.
® Mais Retorno / Todos os direitos reservados