Logo Mais Retorno
Fundos de Investimentos

Conheça 7 fundos multimercado que renderam mais de 60% em 12 meses; setor teve captação negativa no 1º semestre

Retiradas no segmento superaram os depósitos em R$ 61,8 bilhões no 1º semestre

Data de publicação:07/07/2022 às 05:00 -
Atualizado um mês atrás
Compartilhe:

Os fundos multimercado, de forma geral, têm performado bem em um cenário adverso para as ações, um dos ativos que os gestores põem na carteira desses produtos. De um universo de 817 fundos, perto de 25% (219) terão condições de superar a inflação em um ano, ao redor de 12,5%. Ainda assim, no segmento, as retiradas superaram em R$ 61,8 bilhões os depósitos no primeiro semestre deste ano.

Em junho, quando o Ibovespa recuou 11,50%, maior queda mensal desde o início da pandemia, em março de 2020, o Safra Direct Carbono USD FIM, campeão do mês, entregou um rendimento de 17,90% aos cotistas.

Na tabela abaixo, o rendimento de 12 meses refere-se ao período de julho de 2021 a junho de 2022.

FundoRend.12mesesRend. junhoRend. 2022
G5 Allocation VC II FIC FIM86,75%14,86%16,09%
CSHG Canary Venture Capital85,60% 9,56%29,68%
Bozano Growth Advisory73,21% 1,24% -4,07%
BTG Pactual Economia Real Feeder I67,18% -0,37%62,13%
Safra Direct Carbono Reais64,56% 8,11%17,93%
Safra Direct Carbono USD62,59% 17,90% 7,13%
CSHG Lexington Secondaries60,68% 9,49%10,48%
Fonte: Mais Retorno

Os dados são de levantamento exclusivo da Mais Retorno. Nele são considerados fundos abertos ao público em geral, com patrimônio a partir de R$ 17 milhões, e em operação há um ano, pelo menos.

Os números mostram também os fundos multimercado mais bem performados que os fundos de ações, em diferentes períodos.

Eventos negativos aos fundos multimercado

Os fundos multimercado se destacam em um ambiente desfavorável aos demais fundos de renda variável. Pelo perfil de composição da carteira, muito mais diversificada, os gestores têm mais flexibilidade para montar as estratégias de investimento, com foco em vários mercados.

Eventos como a pandemia, a guerra na Ucrânia e a alta dos juros criaram, de acordo com os especialistas, um cenário de oportunidade para estratégias diferenciadas na alocação de recursos.

Em geral, o gestor tem, em um cenário desses, duas escolhas. Ou tomar mais risco para tentar apimentar a performance da carteira ou jogar na retranca, em uma posição defensiva e conservadora.

Um desafio e tanto. As opções para alocação do portfólio em busca da melhor rentabilidade são múltiplas: ações, domésticas e no exterior, câmbio, taxas de juro, locais e globais, títulos, públicos e privados. Além de outros ativos de renda variável e operações de aluguel de ações e derivativos em vários segmentos.

Os fundos multimercado mais bem performados, na avaliação dos especialistas, são os que têm à frente gestores com estratégias mais arrojadas e boa parte do portfólio alocada em ativos internacionais. Mas também com maior volatilidade e grau de risco da carteira mais elevado.

Isso não quer dizer que fundos multimercado conservadores não entreguem bons resultados aos cotistas. Depende do tipo de gestão.

Uma gestão ativa, para especialistas, é capaz de turbinar também o ganho de multimercados conservadores. Fundos de baixa volatilidade, com oscilação média da carteira na faixa entre 1,5% e 3,5%, indicados para investidores que não gostam de fortes emoções ao conferir o extrato.

Todos ganham do CDI

No gráfico abaixo, o período considerado para a comparação é de 11 de maio de 2021 a 4 de julho de 2022. Ele foi elaborado a partir do 'Comparador de Ativos' da Mais Retorno e permite visualizar o sobe-e-desce de cada fundo no último ano e não apenas números finais.

fundos multimercado
Fonte: Mais Retorno

Campeões de rentabilidade em cada período

O G5 Allocation VC II FIC FIM CP IE, que lidera a rentabilidade em 12 meses, foi o fundo de segundo melhor performance em junho, com rendimento de 14,86%. O fundo tem patrimônio de R$ 163,7 milhões e 154 cotistas.

O fundo de destaque no ano é o BTG Pactual Economia Real Feeder I FIM, com rentabilidade acumulada de 62,13%. É também o multimercado da lista dos sete mais rentáveis detentor do maior patrimônio, R$ 238,3 milhões, e o terceiro em cotistas, com 303 participantes.

O campeão de rentabilidade em junho foi o Safra Direct Carbono USD FIM, que entregou 17,90% no mês. O multimercado com maior número de cotistas da lista, com 1.914, é o Safra Direct Carbono Reais FIM.

Fundos com o pior desempenho em 12 meses

Dois dos fundos multimercado da base de levantamento da Mais Retorno tiveram queda acima de 70% em 12 meses. O Starboard Special Situations II Advisory FIC FIM CP acumulou rentabilidade negativa de 73,98% e o Trend Cannabis FIM, de 70,55%.

Semestre de captação negativa dos multimercado

Os fundos multimercado tiveram um resgate líquido (volume de retiradas superior ao de aplicações) de R$ 61,8 bilhões no primeiro semestre. Os dados, divulgados nesta quarta-feira, 6, são da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

Os fundos de ações fecharam o semestre com saldo negativo (saídas líquidas), menor, de R$ 49,5 bilhões, segundo a Anbima.

Leia mais:

Sobre o autor
Tom Morooka
Colaborador do Portal Mais Retorno.