Logo Mais Retorno
Mercado Financeiro

Fluxo de capital estrangeiro na Bolsa soma R$ 1,5 bilhão em novembro, contra R$ 12,4 bilhões em outubro

Cenário fiscal mais brando, continuidade da recuperação econômica, ambiente positivo para as commodities e avanço das iniciativas ESG podem trazer mais investidores de fora para a Bolsa, segundo a XP

Data de publicação:14/12/2021 às 19:27 -
Atualizado 7 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

De acordo com dados da B3, os investidores estrangeiros aportaram na Bolsa em novembro R$ 1,5 bilhão, contra R$ R$ 12,4 bilhões em outubro. Com isso, o fluxo de capital estrangeiro em 11 meses totaliza R$ 90,2 bilhões.

De acordo com relatório da XP, assinado por Fernando Ferreira, estrategista chefe e head de Research, por Jennie Li, estrategista de ações e por Rebecca Nossig, analista de estratégia de ações, o cenário de instabilidade fiscal doméstico ajudou a afastar os investidores de outros países. No mês, a B3 fechou em queda de 1,5%.

Fluxo de capital estrangeiro na Bolsa soma R$ 1,5 bilhão em novembro
Bolsa registra fluxo de capital estrangeiro de R$ 1,5 bilhão em novembro, segundo B3 - Foto: Divulgação

"Entre os motivos que afetaram o desempenho da Bolsa durante o último mês está a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios, que possibilita o adiamento do pagamento das dívidas judiciais do governo. Inicialmente, a proposta para a flexibilização do teto de gastos incluída na PEC para endereçar esses pagamentos e acomodar gastos adicionais - em particular, o novo programa social Auxílio Brasil - não foi bem recebida pelo mercado por sinalizar um enfraquecimento do atual quadro fiscal do País", avaliaram os estrategistas da casa.

A aprovação da PEC aconteceu no fim de novembro e foi vista com otimismo por remover um pouco das incertezas fiscais. No entanto, de acordo com a XP, não foi suficiente para mudar o quadro negativo. "Mesmo assim essas incertezas continuaram a pressionar os mercados ao longo do mês por conta de dúvidas quanto à tramitação do Senado".

Para os especialistas, vários fatores são fundamentais para aumentar os aportes dos investidores estrangeiros na Bolsa, que somente nos primeiros dias de dezembro já mostram sinais de recuperação - entre os dias 1 e 10 deste mês, o fluxo de capital estrangeiro já somava R$ 5,8 bilhão, segundo informações da B3.

"A continuação do retorno desses investidores para a Bolsa brasileira se dará pelos seguintes fatores: melhor resolução sobre a trajetória fiscal e política do País, a continuação da recuperação econômica, cenário positivo para as commodities e os mercados emergentes, e o avanço das iniciativas ESG pelas empresas brasileiras", aponta o documento.

Fluxo de capital estrangeiro na Bolsa

Outubro/21R$ 12,4 bilhões
Novembro/21R$ 1,5 bilhão
Dezembro/21*R$ 5,8 bilhão
Fonte: B3
*Dados referentes ao período de 1/12 a 10/12/21

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!