Empresa

O megainvestidor Warren Buffet anunciou que está renunciando ao cargo de curador na fundação de Bill e Melinda Gates, segundo reportagem da AP News.

Foto: Arquivo
Warren Buffet pode ter deixado o cargo de curador na fundação Bill e Melinda Gates por conta dos escândalos envolvendo Bill Gates - Foto: Arquivo

O anúncio veio semanas após o ex-casal anunciar que estavam se divorciando após 27 anos de casamento, porém continuariam administrando juntos a fundação, considerada uma das maiores instituições de caridade do mundo.

Antes da finalização do casamento, Gates era a pessoa mais rica do mundo e sua fortuna é estimada em bem mais de US $ 100 bilhões.

“Durante anos fui curador - um curador inativo - de apenas um destinatário de meus fundos, a Fundação Bill e Melinda Gates (BMG). Agora estou renunciando ao cargo, assim como fiz em todos os conselhos corporativos, exceto o da Berkshire”, disse Buffett em um comunicado enviado nesta quarta-feira, 22.

“O diretor-presidente do BMG é Mark Suzman, que tem todo o meu apoio. Minhas metas estão 100% em sintonia com as da fundação, e minha participação física não é de forma alguma necessária para atingir essas metas”, destacou Buffet.

Buffett, presidente e executivo-chefe da Berkshire Hathaway, também disse na quarta-feira que está a meio caminho de alcançar sua meta de doar a totalidade de suas ações no conglomerado e que está fazendo outros US $ 4,1 bilhões em doações.

Comportamento de Bill Gates

Buffett não deu motivos para renunciar à Fundação Gates, mas segundo especula-se no mercado, está ligada aos relatos sobre o comportamento de Bill Gates no ambiente de trabalho.

Recentemente, foi noticiado que os membros da Microsoft Corp. acharam que não era apropriado que Bill Gates continuasse ocupando uma posição no conselho de administração da companhia enquanto o caso – considerado impróprio - que ele teve com uma funcionária da empresa de tecnologia estava sendo investigado.

A Fundação Bill e Melinda Gates informou que não está investigando as alegações da mídia, já que o incidente relatado envolvendo uma das maiores e mais influentes organizações sem fins lucrativos do mundo foi feito por "um ex-funcionário anônimo".

Buffett, agora com 90 anos, renunciou nos últimos anos a todos os outros conselhos corporativos fora da Berkshire Hathaway, mas disse que não tem planos de deixar o cargo de diretor-presidente da empresa.

No início deste ano, a Berkshire já escolheu o executivo que um dia assumirá como diretor-presidente da empresa quando Buffett não puder mais ocupar o cargo, mas ele não pretende se aposentar.

Embora ainda goste do seu trabalho, Buffet disse que “está claramente jogando em uma partida, que para mim, já entrou na prorrogação”.

Imagem do autor

Repórter do Portal Mais Retorno.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Empresa
Empresa
Empresa
Empresa
Veja mais Ver mais