Logo Mais Retorno
bolsa
Mercado Financeiro

Bolsa fecha com alta de 0,81% com nova proposta de PEC da Transição; dólar cai 1,19%

Nova proposta prevê gastos de R$ 70 bilhões fora do teto e náo de R$ 190 bilhões

Data de publicação:21/11/2022 às 19:20 -
Atualizado 2 meses atrás
Compartilhe:

Depois de fechar vários pregões no vermelho, a Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, fechou com valorização de 0,81%, aos 109.748 pontos. A perspectiva de um rombo menor que o esperado no teto de gastos e a proposta de deixar as despesas com programas sociais fora desse teto por quatro anos, e não indefinidamente, parecem ter sido a principal motivação para a recuperação do mercado de ações. Ao mesmo tempo, essas mesmas razões retiraram gás do dólar que caiu 1,19%, cotado a R$ 5,31.

"O que criou um sentimento positivo ao longo do dia e ajudou a sustentar a bolsa brasileira foi a nova proposta de PEC alternativa, que prevê R$ 70 bilhões fora do teto de gastos, e não os R$ 190 bilhões previstos anteriormente. Isso ajudou na retomada de confiança pelo investidor, que começa a ver que o "furo do teto" pode ser menor que o esperado", afirma Idean Alves, sócio e chefe da mesa de operações da Ação Brasil Investimentos.

bolsa
Proposta de 4 anos para a duração da PEC também foi positiva para o mercado - Foto: Marco Ankosqui/Agência O Globo

Ele destaca que a moeda americana voltou aos R$ 5,30, refletindo resultados da balança comercial positivos em novembro (US$ 3,489 bilhões), e no acumulado do ano, positivo em US$ 54,838 bilhões.

Papeis que haviam caído muito tomaram a frente do movimento de alta da Bolsa, mesmo com o comportamento negativo dos mercado internacionais diante da preocupação com a volta das restrições de mobilidade na China.

Entre as altas, Alves ressalta a "disparada de mais de 21% da Copel (CPLE6), no dia em que o governo do Paraná informou que quer tornar a empresa uma corporation e reduzir sua fatia a até 15% do capital". Ele também destaca que as varejistas, construtoras e empresas de tecnologia que se beneficiam da queda dos DIs, como Magazine Luiza, Mélliuz, Lojas Americanas, Locaweb, que se valorizaram mais de 2% da média, e ajudaram a puxar o desempenho positivo do Ibovespa.

Na ponta negativa, aparece Vale (VALE3) cai, refletindo os temores com retração na economia chinesa com a volta da pandemia. Petrobras (PETR4) sentiu a queda do petróleo lá fora, mas se recuperou e fechou com alta de 0,30%.

De olho no fiscal, o especialista da Ação Brasil explica que o Morgan Stanley rebaixou Brasil para neutro em carteira para América Latina, mas apontou suas ações preferidas: Itaú (ITUB4), Porto (PSSA3), Assaí (ASAI3), WEG (WEGE3), Vale (VALE3) e Americanas (AMER3).

Em semana de feriado nos EUA, na quinta-feira, a liquidez deve ficar reduzida no mercado local, o que também obriga a muitos investidores a anteciparem o ajuste das posições, o que deixa o mercado bastante movimentado nesse começo de semana. Após o susto do fiscal, o mercado volta a respirar com um olhar um pouco mais otimista.

Bolsas internacionais

Não foi um bom dia para as bolsas lá fora: Dow Jones fechou com queda de 0,13%; Nasdaq, de 1,06%; e S&P 500, de 0,39%.

As bolsas europeias fecharam em baixa, em sessão marcada pela expectativa de um patamar restritivo no aumento da taxa de juros por parte do Banco Central Europeu (BCE) e com aumento de casos de covid-19 na China pressionando os mercados.

Membro do Conselho do BCE, Bostjan Vasle, destacou que a instituição precisa continuar aumentando gradualmente as taxas de juros, pressionando os ativos de risco. A opinião vai ao encontro da fala da presidente da autoridade monetária, Christine Lagarde, que destacou na última sexta-feira que o BCE subirá os juros para evitar uma inflação persistente no futuro.

O aumento da taxa preocupa investidores porque empresas dependem de juros razoáveis para se financiar. O foco por essas decisões dos bancos centrais é potencializado nesta semana, com a publicação de atas do BCE e do Fed nos próximos dias.

Os mercados acionários europeus também reagiram ao aumento de infecções por covid-19 na China. Nesta segunda, o país anunciou a primeira morte pela doença em quase seis meses, ao passo em que segue com medidas restritivas para prevenir novos surtos.

Nesta segunda, a notícia de um possível aumento da produção de petróleo por parte da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep+) mexeu com ações de petroleiras. As ações da Harbour Energy e da Shell na Bolsa de Londres fecharam em baixa de mais 8% e 3%, respectivamente. /Com Agência Estado

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

Inscreva-se em nossa newsletter