Logo Mais Retorno
Economia

Boletim Focus: projeções para a inflação de 2021 caem e expectativas para o PIB também são reduzidas

Expectativas são reduzidas na véspera da divulgação do IPCA de dezembro

Data de publicação:10/01/2022 às 09:58 -
Atualizado 4 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

Na véspera da divulgação dos dados de inflação do último mês de 2021, as projeções apresentadas pelo Boletim Focus - relatório semanal do Banco Central (BC) que reúne as estimativas de dezenas de economistas do mercado - para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado em 12 meses nesta segunda-feira, 10, caiu de 10,01% para 9,99%. Há quatro semanas, a mediana das expectativas dos especialistas para o IPCA de 2021 era de 10,03%.

Também chama a atenção no relatório desta semana a nova redução nas projeções para o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro em 2022. Os economistas ouvidos pelo BC esperam que o indicador que reflete o crescimento da economia do País feche o ano com leve alta de 0,28%, taxa ainda menos expressiva do que a projetada na última semana, de 0,36%. Há um mês, as expectativas eram de crescimento de 0,50%.

PIB brasileiro no Boletim Focus
Imagem: Shutterstock

Para 2023, também houve redução nas estimativas dos economistas para o crescimento econômico brasileiro. As projeções para o PIB do próximo ano caíram de 1,90% há quatro semanas para 1,80% na semana passada e, finalmente, 1,70% nesta semana. Reflexo de uma inflação ainda muito acima do teto da meta e da percepção de que o BC pode elevar ainda mais as taxas de juros para conter a pressão inflacionária.

Projeções para a inflação do Boletim Focus

Apesar da queda nas projeções em relação ao ano passado, para 2022 as estimativas para o IPCA se mantiveram em 5,03%, patamar acima do teto da meta de inflação do BC para o ano, de 5,00%. No relatório divulgado há um mês, os economistas esperavam que a inflação neste ano fosse de 5,02%.

De acordo com o Boletim Focus, o cenário inflacionário no Brasil deve melhorar e caminhar para mais próximo da meta do BC apenas em 2023. As projeções apontam que o IPCA nesse ano será de 3,36%, ante as expectativas de 3,41% há uma semana e de 3,46% há um mês. Vale lembrar que, para 2023, a meta de inflação do BC é de 3,25%.

Selic deve fechar 2022 em 11,75% ao ano

Com uma inflação ainda acima do teto da meta, além das influência externas como o ciclo de aperto monetário que deve ser iniciado em breve nos Estados Unidos, os economistas ouvidos pelo BC para o Boletim Focus elevaram suas projeções para a Selic, taxa básica de juros, de 11,50% ao ano na semana passada para 11,75% ao ano na edição desta segunda-feira do relatório.

As expectativas para a taxa nos próximos dois anos permaneceu a mesma da última semana: 8,00% ao ano em 2023 e 7,00% ao ano em 2024. Embora não haja mudança nas estimativas até aqui, a Selic nesses patamares permanece acima do chamado nível neutro pelo mercado, de 6,5% ao ano.

Sobre o autor
Bruna Miato
Repórter na Mais Retorno