Logo Mais Retorno
Outros

Após ataque hacker, Binance perde mais de meio bilhão de dólares

CEO da companhia diz que problema já foi contido

Data de publicação:07/10/2022 às 12:48 -
Atualizado 2 meses atrás
Compartilhe:

A maior exchange de criptomoedas do mundo, a Binance, sofreu um ataque hacker e perdeu US$ 568, afetando o valor da empresa e o mercado de criptoativos, que não vem tendo um ano fácil. De acordo com Changpeng "CZ" Zhao, o bilionário cofundador da empresa, uma exploração ocorreu em uma ponte entre blockchains e o problema está “contido agora”.

Especialistas em segurança das empresas de criptomoedas BlockSec e Paradigm disseram que os dados de blockchain indicavam que alguém havia hackeado dois milhões de tokens da Binance Coin (BNB) em duas transações, de acordo com informações da Bloomberg. Isso equivale a cerca de US$ 568 milhões a preços atuais para a moeda virtual.

Binance
Binance sofre ataque hacker e CEO diz que problema já está contido | Foto: Reprodução

Quanto o ecossistema da Binance perdeu?

Cerca de US$ 87 milhões foram retirados do ecossistema da companhia, mas o hacker não conseguiu retirar o restante dos fundos porque a Binance Smart Chain foi suspensa, de acordo com o CEO da BlockSec, Yajin Zhou. O blockchain foi posteriormente reiniciado. Os tokens restantes estão na carteira que o hacker usou, mas foram congelados na rede de criptoativos, disse Zhou.

Zhao, da Binance, em um post anterior no Twitter, disse que a “estimativa de impacto” do incidente foi de cerca de US$ 100 milhões. Pelo menos US$ 7 milhões em fundos roubados já foram congelados, disse um porta-voz da BNB Chain, apoiada pela Binance. Zhao disse no Twitter que “a Binance cobrirá qualquer fundo que os hackers conseguirem”.

Planos de investimentos da companhia

O fundador e CEO da empresa, Zhao "CZ" Changpeng, disse que a Binance pode gastar mais de US$ 1 bilhão em aquisições e investimentos este ano, apesar do mau momento dos criptoativos. A Binance comprometeu um total de US$ 325 milhões para 67 projetos até agora este ano, em comparação com US$ 140 milhões para 73 projetos em 2021. Isso não leva em consideração um possível investimento de mais de US$ 200 milhões na empresa de mídia Forbes e US$ 500 milhões em financiamento para Elon Musk retomar a aquisição do Twitter, que pode seguir pelo próximo ano se acontecer.

Enquanto o colega bilionário cripto Sam Bankman-Fried foi apelidado de novo John Pierpont Morgan por comprar ativos de credores e startups em dificuldades como a Voyager Digital Ltd., Zhao adotou uma abordagem mais moderada, concentrando-se em áreas como finanças descentralizadas e tokens não fungíveis. A Binance, que também fez uma oferta pela Voy oferta pela Voyager, não comprou nenhuma startup cripto em dificuldades este ano “Nós analisamos muitos credores nos últimos meses, porque é aí que estão todos os problemas”, disse Zhao em entrevista esta semana.

“Muitos deles simplesmente pegam o dinheiro de um usuário e o entregam a outra pessoa. Não há muito valor intrínseco. Nesse caso, o que adquirir? Queremos ver produtos reais que as pessoas usam.”

Zhao "CZ" Changpeng, fundador e CEO da Binance
Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

Inscreva-se em nossa newsletter

,