Logo Mais Retorno
Empresa

Ações do Twitter desabam após Musk suspender ‘temporariamente’ a compra da plataforma

Bilionário quer a confirmação de que contas falsas e spam representem menos de 5% dos usuários

Data de publicação:13/05/2022 às 09:59 -
Atualizado 8 dias atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

As ações do Twitter derretem nesta sexta-feira, 13, na bolsa de Nova York, após o bilionário Elon Musk, diretor presidente da Tesla, afirmar que o acordo de compra da plataforma de rede social está “temporariamente suspenso”.

Ao longo das primeiras horas da manhã, os papeis da companhia chegaram a cair quase 18% no pré-mercado. Às 9h27 (horário de Brasília), recuavam 11,82%.

Twitter
Ações do Twitter desabam após Musk dizer que compra da plataforma está "temporariamente suspensa" - Foto: Creative Commons

“O acordo do Twitter está temporariamente suspenso, à espera de detalhes que sustentem o cálculo de que contas falsas e de spam representem de fato menos 5% dos usuários”, afirmou Musk em sua conta oficial no Twitter.

Horas depois de anunciar a suspensão, Musk voltou ao Twitter nesta sexta-feira e assegurou que ainda pretende comprar a plataforma. "Ainda estou comprometido com a aquisição", escreveu.

Acordo fechado em abril

No mês passado, o Twitter havia comunicado que o passarinho azul iria para a gaiola do homem mais rico do mundo. A plataforma aceitou a oferta de Musk de US$ 44 bilhões, com cada ação avaliada a US$ 54,20.

Dono de um perfil polêmico, que quase sempre traz debates interessantes sobre os ativos sobre os quais se posiciona, Musk despertou muita curiosidade sobre a sua mais recente aquisição.

O empresário sinalizou anteriormente que não tem como objetivo o ganho financeiro com o Twitter, mas sim ter uma plataforma de livre discurso, onde a liberdade de expressão seja respeitada – algo questionado por ele anteriormente em relação à política da rede social.

Outro ponto que chamou a atenção foi que, com a totalidade dos papeis nas mãos de Musk, o Twitter encerraria as negociações de suas ações na bolsa americana e se tornaria uma empresa de capital fechado.

Multa em caso de desistência

De acordo com um documento que trouxe detalhes sobre a fusão, o Twitter e Elon Musk poderão dever um ao outro US$ 1 bilhão caso um deles desista do acordo de US$ 44 bilhões.

Entre os detalhes, o Twitter deveria a Musk US$ 1 bilhão se a empresa concordasse em ser vendida para outra pessoa ou se seus acionistas votassem contra o acordo.

Por outro lado, Musk deveria ao Twitter US$ 1 bilhão por vários motivos, incluindo se ele não conseguir fechar o acordo porque o financiamento - US$ 13 bilhões em dívidas, US$ 12,5 bilhões em empréstimos de margem e US$ 21 bilhões em capital próprio que ele planeja fornecer a si mesmo - não se concretizar. / com Agência Estado

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!