Empresa

As ações da companhia Pague Menos estão em forte alta nesta terça-feira, chegando a bater 10% com a confirmação da compra da bandeira concorrente Extrafarma, pertencente à Ultrapar, por R$ 600 milhões.

Após obter um lucro líquido 380% maior no 1º trimestre deste ano, a rede brasileira de drogarias Pague Menos mostrou apetite para entrar no universo do M&A (fusões e aquisições, em inglês). A informação da compra foi primeiro noticiada pela Reuters e posteriormente confirmada pela holding Ultrapar.

Foto: Extrafarma/Facebook
Unipar vende a rede Extrafarma para a Pague Menos por R$ 600 milhões - Foto: Extrafarma/Facebook

Às 12h40, as ações ordinárias da Pague Menos eram comercializadas a R$ 11,72, em alta de 9,12%. Já os papéis da Ultrapar eram vendidos à R$ 20,14, em queda de 1,27%.

Esta é a primeira aquisição pela varejista desde que listou suas ações na bolsa de valores B3 do Brasil em agosto. Neste ano, suas ações subiram 19%, superando o índice de ações local.

A transação faz com que a Pague Menos pule uma posição no ranking de maiores varejistas de drogarias do Brasil. Com a aquisição, ela passa a ocupar o segundo lugar, ficando apenas atrás da Raia Drogasil.

Com a aquisição da Extrafarma, a Pague Menos vai ver seu montante de lojas crescer em mais de um terço, para um total de 1.503 unidades, além de reforçar sua presença principalmente nas regiões Norte e Nordeste do País, segundo uma das fontes entrevistadas pela Reuters.

Apoiada pela empresa americana de private equity General Atlantic, a varejista desembolsará R$ 300 milhões para a Ultrapar quando o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) der um sinal verde para concluir o negócio. O restante do valor será pago nos próximos dois anos, em duas parcelas iguais.

O negócio deve contribuir para a geração de um Ebtida (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) entre R$ 150 milhões e R$ 250 milhões nos próximos três anos, acrescentou uma das fontes.

Em fato relevante divulgado para o mercado nesta terça-feira, 18, a Pague Menos diz que está atualmente “em negociação para uma potencial transação envolvendo a aquisição da Extrafarma” e que não há, “até o presente momento, qualquer contrato vinculante celebrado acerca de uma eventual transação”.

Outros rumos

A Ultrapar decidiu vender a Extrafarma como parte de uma grande reorganização de seu portfólio de negócios para se concentrar no setor de óleo e gás. O grupo está em negociações exclusivas com a Petrobras para a aquisição da refinaria Regap, localizada no RS.

Imagem do autor

Repórter do Portal Mais Retorno.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais