Empresa

A rede de farmácias Pague Menos encerrou o primeiro trimestre de 2021 com um lucro líquido de R$ 44,2 milhões, salto de 380% contra o resultado do mesmo período do ano anterior.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) dos meses de janeiro, fevereiro e março alcançou R$ 159,3 milhões, com margem Ebitda de 8,3%, alta de 1,2 ponto percentual em relação aos três primeiros meses do ano passado.

Interior da loja conceito da Pague Menos - Foto: Pague Menos/Divulgação

 “A contínua melhora de margem ao longo dos últimos trimestres é resultado, principalmente, dos projetos de otimização de custos, precificação por zonas, incremento na participação de marcas próprias e crescimento no faturamento de serviços”, observa Mario Queirós, presidente da Pague Menos.

Com 1.101 lojas, no primeiro trimestre de 2021, a rede de farmácias registrou R$ 1,9 bilhão em faturamento, alta de 8,3% em relação ao 1T20, com aumento de 9,6% em lojas já existentes e 8,7% em lojas maduras.

A venda média mensal por loja seguiu a tendência de crescimento observada nos trimestres anteriores e totalizou R$ 578 mil, incremento de 10,6%. “O nível de crescimento é alto, sobretudo considerando que a base de comparação do 1T20 foi impactada pela antecipação de compras relacionada ao desdobramento da pandemia de Covid-19 em março de 2020”, explica Queirós.

Investimentos e avanços

O forte crescimento da Pague Menos no primeiro trimestre de 2021 é acompanhado de melhoria nos indicadores operacionais, canais e categorias de produtos na comparação ao primeiro trimestre de 2020, como redução de 30% na ruptura de estoques; incremento de 5% no sortimento de itens vendidos; e aumento de 8 p.p. na participação nas vendas do canal de convênios e parcerias, que alcançou 15,8% da venda total.

No trimestre, a Pague Menos reforçou seu direcionamento estratégico como um hub de saúde para apoiar a população da classe média expandida - classes B2, C e D.

De acordo com o balanço divulgado aos acionistas, o Clinic Farma, consultórios farmacêuticos que funcionam como a pedra angular do hub atingiu o recorde de 692 mil consultas, alavancado pela aplicação de mais de 500 mil testes de Covid-19 no período. “Um a cada cinco testes de Covid-19 em farmácias associadas à Associação Brasileira d foi aplicado pela Pague Menos”, aponta o balanço.

Os canais digitais da Pague Menos cresceram 3,4% no primeiro trimestre, representando 6,1% da venda total de produtos. Essa expansão representou aumento de 140% em relação ao resultado do mesmo período do ano anterior.

Houve incremento de 3,4 p.p. na participação dos canais digitais, que passaram a representar 6,1% da venda total, aumento de 140% em relação ao primeiro trimestre de 2020. 

Imagem do autor

Repórter do Portal Mais Retorno.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Empresa
Empresa
Empresa
Empresa
Veja mais Ver mais