Logo Mais Retorno
Warren Buffet entra para time dos US$ 100 bi
Mercado Financeiro

6 principais citações que todo investidor deve conhecer

Mercado financeiro deve ser ferramenta para a valorização do patrimônio

Data de publicação:01/09/2022 às 05:00 -
Atualizado 3 meses atrás
Compartilhe:

Uma das melhores formas de evoluir em uma atividade é aprender com quem já conquistou bons resultados. Não é diferente para o investidor que pretende cuidar bem de suas finanças. As dicas podem ser fundamentais para que você possa entender a mentalidade de longo prazo e obter bons retornos financeiros.

investidor
Investidor deve aprender com quem é bem-sucedido com suas finanças - Foto: Reprodução

Pensando nisso, no artigo de hoje, nós vamos centralizar algumas das frases e citações de grandes investidores. Dessa forma, com dicas valiosas para o seu patrimônio, nós podemos aprender conceitos práticos para a rotina financeira.

6 frases de investimento que você precisa conhecer

A seguir, veja algumas das frases de investimentos mais famosas e que trazem consigo algum tipo de ensinamento ou conteúdo educativo para os investidores brasileiros.

Uma jornada de mil quilômetros precisa começar com um simples passo.– Lao Tzu

A primeira frase que você precisa conhecer sobre investimentos não é dita exatamente por um investidor renomado, mas resume bem o conceito de começar a usar o mercado financeiro como ferramenta de valorização patrimonial.

É bem comum que os brasileiros deixem de investir pensando que é coisa de gente rica ou então que não sabe nada sobre os ativos disponíveis. Na prática, muitas vezes esse tipo de pensamento é apenas uma forma de sabotar o primeiro passo. Não importa se você tem R$200 ou R$200.000: começar a investir depende apenas de você mesmo.

E tem mais. Quanto antes você começar, melhor! Isso porque um dos maiores segredos do mercado financeiro é a aplicação de juros compostos (juros sobre juros).

Assim, se há mais tempo para essa estratégia funcionar, maiores tendem a ser os seus ganhos no longo prazo — em especial caso você consiga realizar aportes recorrentes.

Risco vem de você não saber o que está fazendo.– Warren Buffett

Falando mais especificamente sobre as estratégias de investimentos, nós podemos dividir os ativos do mercado financeiro em dois grandes grupos: renda fixa e renda variável. É bem comum ver os brasileiros classificando-as como "segurança" e "risco", respectivamente. No entanto, essa visão não é verdadeira.

É claro que existe maior risco no mercado de ações em relação aos títulos de um grande banco, que oferecem ainda proteção do FGC (Fundo Garantidor de Crédito).

Contudo, os dois mercados possuem seus riscos — e o potencial de lucro da renda variável pode compensá-los.

O importante é entender no que você está investindo antes de olhar para qual será a potencial rentabilidade. Esse tipo de conhecimento vai ajudar a entender o comportamento de cada classe de ativos e, principalmente, montar uma carteira de investimentos adequada para os seus objetivos financeiros.

Investir em conhecimento sempre rende os melhores juros. – Benjamin Franklin

Falando em conhecimento, esse é um bom gancho para outra frase bem famosa no mercado financeiro. Benjamin Franklin foi muito feliz ao fazer uma analogia de juros com a parte técnica de estudar e adquirir maior propriedade sobre o mercado financeiro.

A verdade é que, em qualquer que seja a atividade, o conhecimento é o que vai nos deixar mais próximos do nosso objetivo principal. E, pensando em investimentos, é fundamental ter um bom domínio de riscos e do próprio perfil de investidor. Dessa forma, reduzimos a chance de errar na montagem de um portfólio e tomar decisões precipitadas.

Aqui na Mais Retorno, inclusive, nós disponibilizamos cursos sobre o mercado financeiro, permitindo que o investidor aprenda de forma organizada sobre fundos de investimentos, fundos imobiliários ou bolsa de valores, por exemplo. Aproveite!

Investir deve ser mais como ver a tinta secar ou assistir a grama crescer. Se você quer adrenalina, pegue $800 e vá para Las Vegas.” – Paul Samuelson

Um outro mito comum do mercado financeiro é que investir em ações (ou outras classes de ativos) tem que ser emocionante e arriscado. É comum ver associações com as famosas montanhas-russas, dado o sobe e desce diário dos ativos. No entanto, você precisa passar longe dessa abordagem para ganhar dinheiro com consistência.

O seu patrimônio, aliás, não precisa dessa emoção. O ideal é montar uma carteira de investimentos adequada para os seus objetivos e, pontualmente, fazer poucos ajustes de acordo com o tempo.

Mexer demais no portfólio é um erro comum de investidores.

A melhor maneira de aplicar o conceito da frase de Paul Samuelson está na metodologia Buy & Hold (comprar e segurar). Ao invés de ficar negociando empresas diariamente, opte por selecionar boas companhias e se associar a elas no longo prazo. Com o passar dos anos, os investimentos tendem a trazer bons resultados para quem é paciente.

Aliás, aqui vale mencionar outra frase, atribuída a Michael Batnick, que pode te ajudar a entender essa mentalidade de investir como algo bem mais simples do que parece: "evitar erros catastróficos é mais importante do que construir o portfólio perfeito".

"A época de maior pessimismo é a melhor hora de se comprar, e a época de otimismo é a melhor época para se vender."John Templeton

Você talvez já tenha escutado uma dica bem repetida entre os grandes investidores: compre na baixa e venda na alta. Embora seja contra intuitivo, essa mecânica garante que você fuja do mercado de renda variável quando os ativos estão elevados (e caros), mas faça boas compras baratas quando as ações são penalizadas pelo receio dos investidores.

Embora seja um conceito simples na teoria, o mais difícil é executar o conselho na prática. O seu patrimônio certamente agradeceu muito se você comprou ações no auge da pandemia causada pela COVID-19. Contudo, ter estômago para lidar com a volatilidade — e não seguir o que faz a maioria dos investidores — é um desafio adicional.

É bom ter dinheiro e tudo que o dinheiro pode comprar, mas também é bom, também, fazer um check-up de vez em quando para se certificar de que você não perdeu as coisas que o dinheiro não pode comprar. – George Lorimer

Por fim, não se esqueça de que investir é um exercício para o longo prazo e não deve gerar grande impacto emocional nos próximos meses. Se você se sente pressionado pelo retorno da sua carteira, talvez seja a hora de revisar a estratégia e garantir de que ela é adequada ao seu perfil de investidor.

A saúde, afinal, deve estar em primeiro lugar. Um bom termômetro é o "teste de travesseiro". Se você dorme tranquilo, independente dos resultados financeiros da sua carteira, é um sinal de que ela está adequada. Lembre-se: o dinheiro pode comprar muita coisa, mas pode não ter a solução caso desenvolva doenças crônicas em função do estresse. O equilíbrio, portanto, será sempre fundamental na sua jornada.

Sobre o autor
Stéfano Bozza
Formado em Administração pela PUC-SP. Trabalhou em empresas do segmento financeiro (Itaú BBA) e varejo (BRMALLS) até 2016, quando iniciou a jornada de produção de conteúdo para a internet com foco em finanças.

Inscreva-se em nossa newsletter

,