FINRA é a sigla para Financial Industry Regulatory Authority, ou Autoridade Regulatória da Indústria Financeira nos Estados Unidos. Em suma, é o nome dado a um órgão que regula as operações de negociação de ativos no mercado financeiro em território estadunidense.

A FINRA opera sob supervisão da Securities and Exchange Commission (SEC), que é a Comissão de Títulos e Câmbios do país.

A organização foi criada em 2008, substituindo a Associação Nacional de Revendedores de Valores Mobiliários (NASD) e possui cerca de 15 endereços de escritórios pelo país. A FINRA é considerada o maior órgão regulador independente das empresas que operam com valores mobiliários nos Estados Unidos.

Para que serve a FINRA?

A FINRA tem um papel importante em assegurar a integridade do sistema financeiro dos Estados Unidos. O seu principal objetivo é proteger o público investidor contra fraudes e práticas que venham a prejudicá-los.

Isso inclui processar profissionais e corretoras de valores que cometeram possíveis fraudes, crimes de lavagem de dinheiro e sonegação de impostos, entre outros crimes, e investigar os casos, que são posteriormente encaminhados à SEC.

A entidade supervisiona mais de 3.700 corretoras e mais de 600 mil profissionais do setor pelos Estados Unidos e analisa bilhões de eventos diários no mercado financeiro. Para isso, a organização utiliza as tecnologias de Inteligência Artificial (AI) e de Machine Learning para dar apoio aos envolvidos nas negociações.

A FINRA tem a intenção de:


O que a FINRA faz?

A FINRA é uma organização sem fins lucrativos, com a definição de ser autorreguladora, que supervisiona a ação de corretores. Entre as atribuições da FINRA estão:

De acordo com a FINRA, em 2018 a instituição trouxe mais de 900 ações disciplinares contra corretores e empresas agirem sem ética. Ainda foi ordenada a restituição de US$ 25,5 milhões a investidores prejudicados.

A FINRA tem o poder de ordenar que os infratores paguem a indenização aos investidores que sofreram golpes e até suspender as operações das empresas, podendo levar à extinção das mesmas.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Termo do dia

DLPA

O que é DLPA? DLPA é uma abreviação para a Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados. Esse é mais um documento contábil bastante utilizado pelas empresas brasileiras,…