Logo Mais Retorno
Empresa

XP e Azimut fecham acordo no segmento de administração de fortunas

A Azimut é uma das mais tradicionais casas de wealth management no mundo e no Brasil possuir R$ 30 bilhões em ativos

Data de publicação:28/03/2022 às 12:50 -
Atualizado 2 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

A XP e a Azimut Brasil fecharam parceria estratégica na área de administração de fortunas, pela qual a Azimut Brasil Wealth Management terá acesso aos produtos de investimentos e de banking da XP, como linhas de crédito, cartão e acesso ao mercado de capitais. O acordo prevê que a XP tenha direito de adquirir participação minoritária relevante na Azimut Brasil Wealth Management ao término dele.

A Azimut Brasil Wealth Management ficará diretamente ligada ao canal de Wealth Services da parceira, especializado em atender gestoras de patrimônio.

xp
Fachada de prédio da XP Investimentos | Foto: Reprodução

O responsável pela área de Wealth Services da XP, Rogério Carvalho, diz que criará uma estrutura totalmente dedicada no atendimento à Azimut e um pacote de serviços customizados para tornar a experiência dos seus clientes realmente diferenciada. De acordo com ele, isso inclui a disponibilidade de um aplicativo white label para a Azimut.

A Azimut é uma das mais tradicionais casas de wealth management do mundo. No Brasil, o Grupo Azimut possui R$ 30 bilhões em ativos. Desse total, R$ 11 bilhões estão debaixo da Azimut Wealth, que tem cerca de 3 mil clientes. A área de Wealth Services da XP tem pouco mais de um ano e meio e conta com quase 200 gestoras de patrimônio parceiras e que possuem, juntas, cerca de R$ 40 bilhões de ativos sob custódia.

Com o acordo, aprofunda uma parceria que começou em outubro passado, quando a plataforma de investimentos adquiriu participação na AZ Quest, gestora independente de ativos no Brasil e parte do Grupo Azimut.

A operação entre XP Inc. e Azimut Brasil Wealth Management está sujeita a aprovação por parte do regulador competente. /Agência Estado

Sobre o autor
Regina Pitoscia
Editora do Portal Mais Retorno.